A escritora

Imprevisível e ao mesmo tempo repleta de certezas. Carrega histórias de todos os tipos, principalmente aquelas que cria no tempo livre. Apaixonada por romances, chora pelos dramas da vida, mas ainda está saindo do casulo para conhecer o mundo, uma garota feita de sonhos e cheia de textos que às vezes vão para o papel, mas outras vezes continuam dentro de si, esperando o momento certo para virem a tona.

A parte mais difícil é falar quem eu sou, porque eu sou tantas coisas e pessoas e lugares, sou um pouquinho de cada texto, um pedaço de cada entrelinha, sou a mistura de todas as reflexões, sou a síntese de todos os pontos finais, sou o recomeço de cada crônica, sou um pouco daquele livro que comecei e não terminei, sou o coração ferido do último texto, sou a personagem apaixonada de todos aqueles parágrafos, sou um compilado de histórias, de sonhos, e de esperança, sou aquela que fica e que às vezes também vai embora.

Gosta de quebrar a cabeça com as coisas que não compreende, e insiste até encontrar o sentido do que parece não ter sentido. Amante do conhecimento. Antigamente até aspirava em conquistar o mundo, mas hoje em dia só precisa de um bom chocolate quente pela manhã, um alguém para ser o seu porto seguro e um lugarzinho no coração de alguém para ocupar, que falando nisso, já ocupa há um bom tempo.  20 invernos. Paulistana. 

Coleciona um pouquinho de tudo que já viveu ou que sonha viver, por isso a escrita é uma parte da sua vida: de tanto guardar dentro de si, chegou uma hora em que transbordou. Seus textos são o seu legado. E de tanto sentimento, acabou se transformando em versos e estrofes, e que por falar nisso, é aspirante a escritora desde pequena. As vezes, é fria como gelo, de vez em quando, quente como fogo.

Ama se reconhecer em músicas, personagens de séries e filmes, em livros de romance e em poemas dos seus escritores favoritos. Estudante de psicologia que busca sua inspiração no por aí, mas que encontrou em outro coração repleto de amor, observadora de simples detalhes que fazem a diferença, intensa demais para não se deixar transparecer e eterna estudante no processo de evolução, de aprendizagem, de sentir e amar. 

2 comentários:

  1. Achei muito giro o blog com escritos muito bons e gostei muito da tua história pessoal
    Vou te seguir para ler mais posts espetaculares...
    Bjinho
    area-escritalhada.blogspot.pt

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Miguel, fico muito feliz por ter gostado, sinceramente significa muito saber isso, espero que volte mais vezes, e que continue acompanhando o blog, os escritos e tudo que pode existir por aqui.
      Darei uma olhada no seu blog, com certeza, amo descobrir novos escritores por aí. Bjs,

      Excluir