A arte de recomeçar

26 outubro 2018

Recomeçar... De tudo o que existe, entre tudo o que o mundo já conheceu e o que ainda é desconhecido, os recomeços fazem parte da nossa vida, e são essencialmente necessários. Acredito que seja o que recarrega as nossas forças, supre as nossas fraquezas e nos permite encontrar um novo próposito quando os anteriores já não são o bastante. 

Mas recomeçar sempre dá medo, a gente começa a sentir aquele friozinho na barriga, as mãos começam a suar e o coração até bate mais rápido, quase descontrolado. Nunca nos sentiremos preparados para iniciar uma nova jornada, seja em uma nova faculdade, em um novo emprego, conhecendo pessoas diferentes, pois a insegurança também faz parte desse processo de mudança e transformação. 

Após um tempo em uma determinada rotina, vivendo os mesmos hábitos e absorvendo a mesma gama de estímulos, acabamos nos familiarizando e uma parte de nós se acomoda fortemente. 

Mas recomeçar é um presente... É maneira que encontramos para encerrar ciclos e iniciar outros, é  a forma como encontramos um novo caminho para seguir em frente, é como nos damos uma nova chance quando as nossas próprias escolhas estiverem pesadas demais para serem carregadas sozinha, é o jeito que ouvimos nós mesmos quando as coisas de fora já não estiverem mais fazendo sentido, é descobrir que dá pra ser feliz sim mesmo quando todo o mundo dizer o contrário. 

Recomeçar é achar dentro de si próposito, força, luz, resistência. É dizer a si mesma que já chega, é entender os seus limites e até onde se é capaz de ir, é refazer o que já estava sendo feito só que de um outro jeito, de uma maneira nova, e só sua. 

Recomeçar é poder deixar de lado o passado e lembrar todos os dias que ele não vai determinar o seu futuro, porque quem você será, a pessoa que irá se tornar e o que irá fazer, depende unicamente do agora, de você dizer sim aos recomeços diários da vida, e não se abalar quando for necessário começar de novo, porque todos nós - uma hora ou outra -  precisaremos. 

Ela é azeda como um limão

22 outubro 2018

Ela aprendeu, de um tempo pra cá, a não precisar provar nada pra ninguém. Ela não é mais aquela garota que precisa ser o centro das atenções em todos os lugares que vai, e nem ficar forçando a barra pra que isso aconteça, porque ela é tão única, e tão perfeita com as suas imperfeições, que não existe olhar despercebido que não a note; ninguém sabe se é a sua beleza de outro mundo ou a sua inteligência que deixa todos de boca aberta. Ela só é assim, e ponto final. 

Essa garota é o interesse de muitos, mas não adianta chegar oferecendo presente caro, jantar romântico a luz de velas, e muito menos tentar impressioná-la com um carro de última geração, porque ela gosta mesmo é de coisas simples, de boas risadas, de casquinha do Mc Donald's em uma tarde quente, tudo com bastante calma, de ir conhecimento aos poucos e se mostrando devagarinho também, seja as suas preferências, os seus gostos, as suas manias. Ela é complicada, mas só precisa de alguém que vá descomplicando-a aos poucos. 

Ela é a mistura de muitas coisas, sabe ser grossa quando precisa, carinhosa quando a situação exige e sabe ser equilibrada quando a vida pede. Não adianta colocá-la dentro de um rótulo, porque ela vive em constante transformação, não gosta de rotina, por isso está sempre se reinventado por aí, indo pra lugares novos, conhecendo pessoas diferentes, se permitindo aprender o tempo todo.

Às vezes, ela vai guardar todo o sentimento dentro de si, vai colocá-lo dentro de uma caixinha até tudo estar tranquilo novamente, mas em outros momentos, ela vai querer falar o que sente, cada detalhe do que está pensando até esvaziar-se por completo. Já viveu tantas decepções que agora não se deixa magoar fácil, vive com uma proteção interna que a faz tomar cuidado onde pisa só pra não correr o risco de acordar no dia seguinte com alguns hematomas pelo corpo. Ela já se machucou tanto que se tornou azeda como um limão, mas agora está aprendendo a ser doce com a vida. 

[Desafio das Cartas] Escreva para alguém que se afastou de você

17 outubro 2018

Em algum lugar que não é tão importante, 17 de outubro de 2018

Dear, ou como eu costumo te chamar, vadia 
Acredita que em nenhum momento eu deixei de pensar em você, ou de qualquer forma, na gente? De vez em quando me vejo imaginando o quanto eu te achava linda, idolatrava a ligação que parecíamos ter como se ela fosse um elo inquebrável e infinito, mesmo sendo uma espécie de vínculo que me pegou desprevenida e em um dos momentos que eu mal considerava me apegar tanto a alguém, mas você deu um jeito de destruir qualquer sentimento; por menor que fosse, você foi a responsável por pisotear e esmagar toda moral que eu tinha por alguém como você. 

Você me surpreendeu de uma maneira que ninguém mais conseguiu, e foi em um ponto tão extremo que eu faço questão de te parabenizar por tanta manipulação e joguinhos de interesse. Se no começo eu fiquei triste por você ter ido embora? Mas é claro que fiquei, no entanto depois caiu a ficha do quanto eu apenas havia ganhado por você ter se afastado, porque nós duas sabemos que foi melhor assim, evitar que eu me contaminasse com tanta sujeira me fez agradecer por cada instante que você ficou longe e continua, é óbvio. 

Lamento dizer, mas a escolha foi sua. Te dei todos os motivos para que fôssemos uma dá outra, aquele tipo de amiga que segura o cabelo da outra depois de colocar para fora toda a bebida de horas antes, mas você escolheu se comportar como uma verdadeira vadia sem limites e escrúpulos, e sem o menor sendo de gratidão por todas as vezes em que eu abri mão dos meus poucos segundos para te ajudar, porque em todos os momentos eu estendi a mão para você enquanto você enfiava uma faca pelas minhas costas. 

Você se afastou, mas eu não me arrependo de não ter feito nada, porque aprendi a não ser como você, aprendi a evitar amizades como a sua, aprendi a me desvencilhar de obstáculos que nos prendem a valores ultrapassados e incomuns, a pessoas que se dizem ser uma coisa quando na verdade são o oposto, cê me fez enxergar a pessoa que realmente quero ser; tudo, menos você. Eu quase cai nas suas armadinhas, quase me iludi com as suas palavras, mas não há caráter que fique muito tempo soterrado quando outro alguém cava o buraco até saber onde está pisando. 

Mas eu tenho uma última coisa para te falar: ter sido a tua amiga, mesmo que por pouco tempo, me fez ter vergonha de mim mesma por ter escolhido você: o vômito da própria terra, a escuridão em forma de esterco, o dejeto do ser humano, a pedra na caminho que tanto Drummond disse. E se um dia você desistiu da gente, foi para a minha sorte, para que eu pudesse ser livre de um atraso que só me faria mal, você é a pior lembrança que eu tenho, e se eu pudesse te apagar, eu apagaria. 

Para vadias como você
Com amor, 
Lua

  • Este post faz parte do projeto que consiste em escrever 31 cartas a uma lista de remetentes. Se você gostou, não deixe de comentar, e não se esqueça de seguir nas redes sociais para acompanhar textos cheios de sentimento e que falam de amor com amor. 

Deixe um recado após o sinal

14 outubro 2018


Oi, é verdade que eu te falei que não te ligaria mais, só que o problema é que não dá pra te evitar toda vez que você aparece na metade do meu dia, seja naquele perfume barato que sinto no vagão do metrô, na música que toca no modo aleatório do Spotify ou quando vejo o seu perfil ainda na Netflix aqui da TV de casa. Não consigo ignorar o efeito que você ainda tem sobre mim. E depois de todas essas semanas, eu ainda não te arranquei do peito, e por isso, a saudade só tem aumentado, e numa proporção absurda, mas eu sou fraco demais pra decidir não pensar em todos aqueles momentos perfeitos que tivemos, de quando andávamos de mãos dadas no shopping e parávamos pra tomar uma casquinha de baunilha, que talvez ainda seja a sua favorita. Você pediu um tempo, e apesar de todas as suas palavras terem me destruído de um jeito que nunca mais poderei ser o mesmo cara de antes, eu respeitei a sua escolha mesmo sem entender o porquê de você estar me deixando.
Entendo que ponto final é ponto final, mas eu sei um jeito muito fácil de acrescentar mais dois pontinhos e transformar em reticências só pra que a nossa história não tenha que sobreviver a nenhum outro final, porque até agora a sua ausência tá doendo demais em mim. Parece que desde aquele dia que você disse pra mim que queria terminar a vida perdeu a graça, e eu já não vejo cor em nenhuma das coisas que você costumava colorir. Perdi a motivação de construir um futuro por saber que quando chegar lá, você não vai fazer parte dele, e tudo o que vou sentir vai ser um vazio desses que não deixam a saudade ir embora, e eu provavelmente vou me afogar no meio de tantas lágrimas, porque tudo em mim é saudade.
Eu acho que sei porque você decidiu abrir mão de tudo o que nós tínhamos, e não foi pela falta de amor, porque isso tínhamos de sobra. A gente tentou de todas as maneiras fazer esse sentimento durar, mas eu dei uma brechinha mínima e tudo foi por água baixo, algo que demorou tanto pra acontecer se desfez em menos de um segundo, e você preferiu abandonar todo esse sentimento ao invés de continuar enfrentando o mundo pra que pudêssemos estar juntos novamente. 
Você disse pra mim que queria seguir em frente com a sua vida, e disse que eu deveria fazer o mesmo, começar a procurar um emprego melhor ou já ir me preparando paras as provas da faculdade, mas eu não consigo dar um passo se quer sem você estar do meu lado, porque todos os meus planos incluem você, desde acordar de manhã em uma segunda-feira ou decidir qual será o nome dos nossos filhos, mas cê decidiu acabar com tudo isso, escolheu um final pra gente mesmo tendo consciência de todas as promessas que fez, dizendo que ficaria comigo, não importasse quem fosse contra ou quantas vezes enfrentássemos o mundo inteiro pra fazer o nosso amor dá certo. 
Mas não é tarde, morena. Você ainda pode ouvir esse recado e sentir o desespero na minha voz, e ter a certeza de que fez a escolha errada e que eu sou sim o amor da sua vida, porque eu pretendo ser o cara certo mesmo quando todos falarem o contrário. Eu ainda vou estar aqui quando cê vier correndo com os olhos cheios de lágrimas e o coração machucado, vou estar pronto pra dar uma nova chance pra gente quando cê estiver pronta pra voltar pros meus braços, e eu estiver pronto pra continuar te amando do mesmo jeito que antes, porque nada vai ter mudado. Nada mesmo. 

Economizando nas compras online com cupom válido

11 outubro 2018

Em tempos de crise - como essa - é essencial manter o bom senso para economizar aquela grana no final do mês, mas eu entendo que não é todo mundo que consegue controlar os gastos e se manter no limite, pois às vezes extrapolamos nas compras, na lista de desejos e tudo mais, porém esse post vem justamente reunir um jeito fácil e prático de economizar que você pode aderir quando for realizar qualquer tipo de compra online e ganhar descontos maravilhosos que irão te salvar. 

Cupom Válido é um site na internet que disponibiliza cupons de desconto de diversas lojas que vendem online, então você pode imaginar de tudo; o principal objetivo é garantir a economia nas suas compras, e não precisa ficar com medo de utilizá-lo, pois as parceiras são confiáveis e o próprio site do Cupom Válido já te direciona para realizar a compra no site da loja que você escolher, e o melhor de tudo é que não há nenhum custo para utilizar os cupons e os descontos e não há limite de uso. Além da praticidade, o Cupom Válido é atualizado diariamente, o que garante novos descontos todos os dias.

COMO FUNCIONA?

Assim que você entra no site Cupom Válido, você pode consultar a lista com todas as lojas cadastradas ou fazer uma busca de sua loja favorita. Além disso, o site já mostra algumas opções de lojas logo no começo, normalmente as lojas com maior procura de cupons e descontos. Você também tem a opção de cadastrar o seu e-mail, e receber notificações sempre que surgir novos cupons e descontos de suas lojas favoritas. 


São diversas variedades de lojas. Assim que você seleciona uma loja especificada para gerar os cupons, aparecerá diversas opções dos descontos disponíveis, explicando quais os valores de desconto, quais produtos e muito mais para você aproveitar nas compras online. 


No caso da Saraiva, há vários cupons com diferentes descontos, bastas escolher qual você deseja, copiar o código do cupom e colar no carinho da própria loja; o melhor de tudo é o que o Cupom Válido explica como funciona o cupom para evitar qualquer dúvida que possa surgir durante a compra online, e isso torna a economia bem mais segura para o usuário. 




Um serviço que utilizo bastante é a 99, principalmente aos fins de semana; então, assim que descobri a facilidade que o Cupom Válido nos garante ao fornecer os descontos, inclusive na 99, não perdi tempo e já aproveitei para me cadastrar e garantir um desconto na próxima corrida



Essa foi a dica de hoje. Coloca nos comentários o que você achou do post e se todas essas informações foram úteis pra você. Beijos. 

Eu amo os nossos momentos juntos

07 outubro 2018

Sou apaixonada por cada detalhe que forma a nossa história, até mesmo pelas brigas que a gente não consegue evitar, que começam de repente, que nos faz perder a noção de muita coisa. Tem vezes em que transformamos tudo em razão para uma discussão boba, a gente tem a mania de provocar um ao outro, de dar aquelas alfinetadas só para ver até onde vai o nosso limite, pra ver quem é que aguenta mais tempo, a gente até parece cão e gato, enche o saco do outro até não dá mais pra continuar, eu acabo me irritando e dizendo que vou embora, que a paciência já deu, mas sempre fico, e depois quando percebo estamos deitados na cama, dando tantas risadas que até perdemos a noção do tempo, e tudo porque não conseguimos ficar longe um do outro.