Eu já me perdoei

14 julho 2018

Eu já me vi reclamando de muita coisa. Perdi a conta de quantas vezes eu precisei chorar um pouco mais pra aliviar o desespero. É claro que eu já tropecei no meio de uma caminhada por achar que eu não conseguiria chegar até o fim, e muitas vezes eu procrastinei ao invés de encontrar um bom motivo que me fizesse não adiar alguns dos meus planos. Falhei repetidas vezes quando jurei que dessa vez seria diferente, mas continuei cometendo os mesmos erros e repetindo as mesmas desculpas. 

Mas chegou um dia em que eu me perdoei por todo o passado que vivi, e por todas as escolhas sem fundamento que fiz, e pelas chances que bateram na minha porta, mas que eu acabei ignorando ao achar que mais tarde daria tempo de correr atrás, mas é claro que não deu, porque você recebe exatamente aquilo que oferece, na mesma intensidade e com a mesma proporção. 

Chega uma época que você para de olhar tanto pra trás como se a sua vida tivesse ficado por lá. Ficar preso ao passado não vai te fazer seguir em frente, e também não vai te fazer bem, porque é como dizem, você vai acabar sofrendo duas vezes. Eu consegui me perdoar por todas as vezes em que deixei a fraqueza ser maior, e com o tempo me permiti ver quais eram os meus limites e como ultrapassá-los, exigiu um sacrifício enorme não me culpar por tudo o que deu errado lá trás e conseguir enxergar que o sentido da vida deve ser sempre em frente.

Algumas coisas tiveram que acontecer. As decepções me fizeram amadurecer. Aprendi a lidar com aquele relacionamento que terminou de uma hora pra outro ou com aquele sonho que deixei incompleto porque parece que tudo ao meu redor queria que desse errado. Parei de julgar o meu eu do passado quando percebi que não dá pra fugir de algumas consequências, e que o mundo é um lugar infinito de idas e vindas, de pessoas que entram, mas que não ficam tempo o suficiente para o chá da tarde, é um ciclo de saudade e falta, mas a vida é assim, e eu já me perdoei por tudo o que aconteceu. 

Você foi obrigado a tomar uma decisão quando ainda estava despreparado para saber o que realmente era o melhor naquele momento e por isso, acabou quebrando a cara novamente, mas quando você se perdoar, vai perceber que ainda dá tempo de reescrever a história que saiu do eixo, de completar as entrelinhas de um jeito diferente, porque não adianta ficar preso no mesmo capítulo e viver sempre as mesmas coisas. Chega uma hora em que tudo começa a fazer sentido. Para receber, primeiro você precisa dar. É necessário aprender que para chegar em algum lugar, você precisa dar um passo de cada vez e que um dia as opiniões negativas só servirão para aumentar a sua vontade, e que às vezes faz bem sentir saudade, mas o principal de tudo é que você aprenda que o importante mesmo é se perdoar. 

2 comentários:

  1. Eu tenho discutido muito sobre isso nas minha consultas com o meu psicólogo. Sobre se perdoar.. Me cobro demais e já aconteceram coisas que fugiram do meu controle e nem tinha maturidade para lidar.. MAS SEMPRE tem uma vozinha na cabeça culpando sabe?
    Amei o texto =D

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também tenho a mania de me cobrar, quase o tempo todo, por enquanto estou tentando não levar tudo ao pé da letra e ser um pouco mais flexível em relação a tudo, mas as vezes é difícil, fico feliz que tenha gostado do texto <3 beijos

      Excluir