Nosso amor é mais forte que tudo

31 julho 2018

É verdade que não é todo dia que a gente consegue se ver, bem que eu gostaria. Tem vezes em que você tá enrolado com as coisas do trampo, e eu com as várias lições atrasadas, algumas outras vezes aquela sua mensagem não chega no meio da tarde, e eu fico ansiosa esperando que você responda, mas só de saber que eu sou a primeira pessoa que você manda aquele bom dia logo de manhã me faz ter certeza que a distância que existe entre uma segunda-feira e uma sexta-feira não é capaz de diminuir nenhum pouco o nosso amor, porque a gente sempre arruma um tempo juntos, sempre nos fazemos presente mesmo na ausência. 

Você me ensinou tanta coisa, e uma delas é que não precisamos estar grudados 24 horas por dia para nos amarmos na mesma sintonia, porque você poderia estar do outro lado do continente, e mesmo assim eu não conseguiria te amar menos nem se eu insistisse. Também não precisamos ser aquele tipo de casal que posta selfie nas redes sociais a cada minuto para mostrar o quanto são felizes juntos, porque não precisamos afirmar para ninguém que somos as pessoas mais sortudas do mundo por termos um ao outro, nós já sabemos disso. 

Não vou mentir dizendo que a saudade não machuca, porque ela faz o peito se apertar de um jeito que eu daria tudo para evitar, mas sabe o que realmente é estar junto? É ficar do lado do outro quando as coisas se apertam, é dividir as dores quando os problemas surgem, é estender a mão para enfrentar as tempestades quando elas aparecerem, é continuar insistindo quando o peso fica insustentável. E isso você sempre faz.

É bom estar junto quando o mar está calmo, mas só quero ver quando as ondas se agitam. São nesses instantes em que percebo que amor como o nosso é um presente, que nossa ligação é tão única que não existe nada e ninguém que seja capaz de desfazê-la, não existe problema que a gente não arrume uma solução, e se não der para arrumar, a gente inventa. Nem mesmo a distância é suficiente para fazer o nosso amor diminuir, porque sabemos que somos mais do que isso. 

Quando as coisas ficam pretas, é pra você que ligo, quando as coisas ficam apertadas é pros seus braços que vou correndo, quando o mundo fica pesado demais para eu carregar sozinha, é em você que encontro um porto-seguro, quando a minha vida começa a sair do eixo é sempre você que fica do meu lado, que seca todas as minhas lágrimas e que diminui as minhas dores, é você que me faz ser forte de novo, que sempre me faz acreditar que o nosso amor vence tudo, porque ele vence a barreira que for. 

Eu jurava que você era diferente

28 julho 2018

Quando você disse que já não queria mais ficar comigo, eu senti cada pedacinho da minha vida se desfazendo por completo. Eu tive que lidar sozinha com o vazio do quarto, com o silêncio do banheiro sem você estar lá para desafinar todas as minhas músicas favoritas, com a cozinha organizada e limpa sem ter você lá pra bagunçar. Fui obrigada a sobreviver a todos os vazios que ficaram, mas o pior foi aquele que ficou em mim, que me bagunçou da cabeça aos pés, que virou o meu mundo de cabeça para baixo e me fez odiar contos de fadas e histórias de amor. 

Você conheceu todos os meus segredos de primeira. Algumas coisas eu nem precisei contar, porque você deu um jeito de juntar as peças do quebra-cabeça até saber todas as minhas fraquezas e receios e medos. Você já apareceu curando todas as minhas feridas, mas o que eu não sabia era que você seria o responsável por abri-las ainda mais.

Minhas amigas até tentaram me avisar, elas ficavam repetindo toda hora que você não era pra mim, que a gente não daria certo por sermos de mundos opostos, mas eu estava cega demais para enxergar a pessoa que você era por debaixo dessa máscara, e por causa disso, eu acabei me entregando a alguém que mais parecia um personagem do que uma pessoa real. Cai no seu papo furado, na suas promessas vazias, nas histórias que não significam nada. 

Eu tive que apagar todas aquelas vezes em que você me pegou no colo, olhou nos meus olhos, e disse com toda a certeza do mundo que ficaríamos juntos para sempre, mas a verdade é que o para sempre nunca existiu, nenhum daqueles planos sobre ter filhos, uma casa na praia e o emprego dos sonhos, nada disso foi verdade, porque você contou tantas mentiras só para que eu pudesse ser mais uma diversão na sua vida. 

Você disse que nunca me machucaria, disse que éramos perfeitos, e que a nossa história renderia boas lembranças, mas agora eu tento todos os dias apagar o que você foi no rápido tempo que ficou, tento viver com a pessoa que você me transformou quando foi embora, e é difícil não me sentir machucada se o tempo todo sinto que falta algo. E o pior de tudo foi ter acreditado que dessa vez seria diferente, mas você entrou na lista de mais uma decepção. 

Porque não conversamos mais uma vez sobre a gente?

25 julho 2018

Nos conhecemos a pouco mais de, sei lá, quase um ano juntos né, e dá para imaginar quantas histórias, momentos e lembranças construímos juntos? Todos os dias parece que cada pedacinho do que nos tornamos continua agarrado a mim de um jeito que é impossível diminuir ou afrouxar o nó,  porque eu aprendi a gostar de você, das suas manias, das suas indecências, gostei de esbarrar na sua intimidade, de conhecer um pouco dos seus desejos, sonhos e fraquezas, e agora tudo de mim só gostaria de continuar ocupando um espaço aí do seu lado. 

Mas não dá, e eu me convenci disso no mesmo instante em que percebi que essa nossa história não estava mais dando certo, embora todo meu lado imprevisível repetisse inúmeras vezes que uma chance a mais não mataria ninguém, mas o que ninguém sabia é que todas as nossas tentativas de arrumar a bagunça, os mal entendidos, as discussões que nunca terminavam com um pedido de desculpa, parece que tudo contribuiu para me desgastar um pouco mais, para aumentar todo esse intervalo que existe entre nós. 

Não queria precisar me desapegar do passado, muito menos de cada parte que envolva você, das nossas viagens juntos, das idas e vindas aos seus restaurantes favoritos, das loucuras que compartilhamos um com o outro, dos momentos em que você me deu coragem para fazer o que nunca fui determinada o suficiente para fazer sozinha, como pular de asa delta e experimentar aquelas comidas que nunca ouvi falar. 

Parece que fui eu que abri mão de nós, mas eu apenas abri espaço para colocar a cabeça no lugar, para poder voltar ao eixo e tocar o chão novamente, porque assim parece ser mais fácil acreditar e me convencer de que foi melhor desse jeito: cada um no seu canto. Talvez eu vá sentir falta, talvez eu queira, por um segundo, desfazer a confusão que ficou, de tentar mais uma vez só para ter certeza que não era para ser, de te mandar uma mensagem perguntando se não dá para voltar atrás e conversar só mais uma vez sobre a gente, mesmo que seja uma conversa silenciosa em um bar, bebendo uma bebida gelada enquanto esperamos os aperitivos, mas é claro que não dá, porque não era para ser. 

Você sempre vai ser meu único amor

20 julho 2018

Eu poderia ficar falando por horas todas as pessoas que já apareceram na minha vida, poderia contar  por semanas como foi cada um delas, como foi ser invadida por tantos outros sentimentos que hoje já nem existem mais, mas que na época me tiraram completamente o sono, me fizeram acreditar que eu não poderia sobreviver porque parecia o fim do mundo me ver sem eles. Poderia ficar falando das primeiras cartas que recebi e daqueles primeiros recadinhos que escrevi pra destinatários que eu jurava estar apaixonada pra sempre, mas que hoje nem se quer consigo lembrar quem eram. 

Você não foi o primeiro que me beijou, não foi o primeiro a segurar nas minhas mãos e jurar que nunca mais soltaria, você não foi o primeiro a me tirar totalmente do eixo, você não foi o primeiro a fazer cada borboleta do meu estômago se agitar sem saber o que fazer, você não foi o primeiro que fez meu coração bater tão acelerado e as minhas pernas tremerem de tanta ansiedade, você não foi o primeiro a me contar uma piada sem graça e mesmo assim me fazer rir, você não foi o primeiro que se transformou no meu porto-seguro, não foi você quem me deu o primeiro abraço e disse as primeiras palavras românticas do meu ouvido, antes de você eu já tive alguns outros amores. 

Antes de você eu conheci outros rapazes, sorri para outros rostos, me aconcheguei em outros braços achando que estaria segura para sempre, me declarei achando que tinha certeza do que sentia, antes de você eu chorei por semanas, antes de você eu acreditei em finais felizes mesmo nunca tendo um, antes de você eu já tive o coração quebrado, antes de você eu já colecionei algumas decepções, uma atrás da outra, antes de você eu acreditava que tinha encontrado o amor da minha vida, antes de você eu assumo que já deixei de acreditar em contos de fada e em príncipes encantados, antes de você eu já esperei um jantar a luz de velas e café na cama. 

Antes de você eu construí algumas histórias, fiz alguns outros planos, antes de você eu já quis ir pro México, já quis viajar o mundo inteiro com a pessoa que eu jurava ser a minha alma gêmea, antes de você eu vivia falando de casamento e filhos, antes de você eu comecei a achar que eu não tinha sorte alguma nessa coisa de amor, antes de você eu tinha quase certeza que nunca entenderia o sentindo de tantas chances que nunca deram certo, antes de você eu tive medo de ficar sozinha por muito tempo, antes de você eu acreditava que não existia ninguém que valesse a pena lutar, antes de você eu parei de ter fé no amor, parei de tentar toda vez fazer dar certo, antes de você eu me acostumei a não ter ninguém, até você aparecer e mudar cada centímetro da minha vida, ajeitar a bagunça que eu havia varrido para debaixo do tapete, e então tudo foi voltando aos eixos, começando a ficar claro de novo. 

Você odeia saber que eu tive outros amores, porque você daria tudo para ter sido o primeiro, o primeiro a me conquistar, o primeiro a ter entrado na minha vida e ficado, mas é exatamente por não ter sido que eu percebi que foi necessário que todas as outras histórias não tivessem dado certo, que elas tivessem chegado a um fim quando eu implorei para que nunca tivessem, porque foi assim que eu te encontrei, foi assim que a gente começou a dar certo, que você ficou, e agora eu tenho tanta certeza de nós, tanta certeza do que eu quero, que sempre foi você, mesmo eu tendo desacreditando tanta vezes que o amor era pra mim, sempre vai ser você. 

Eu já me perdoei

14 julho 2018

Eu já me vi reclamando de muita coisa. Perdi a conta de quantas vezes eu precisei chorar um pouco mais pra aliviar o desespero. É claro que eu já tropecei no meio de uma caminhada por achar que eu não conseguiria chegar até o fim, e muitas vezes eu procrastinei ao invés de encontrar um bom motivo que me fizesse não adiar alguns dos meus planos. Falhei repetidas vezes quando jurei que dessa vez seria diferente, mas continuei cometendo os mesmos erros e repetindo as mesmas desculpas. 

Mas chegou um dia em que eu me perdoei por todo o passado que vivi, e por todas as escolhas sem fundamento que fiz, e pelas chances que bateram na minha porta, mas que eu acabei ignorando ao achar que mais tarde daria tempo de correr atrás, mas é claro que não deu, porque você recebe exatamente aquilo que oferece, na mesma intensidade e com a mesma proporção. 

Chega uma época que você para de olhar tanto pra trás como se a sua vida tivesse ficado por lá. Ficar preso ao passado não vai te fazer seguir em frente, e também não vai te fazer bem, porque é como dizem, você vai acabar sofrendo duas vezes. Eu consegui me perdoar por todas as vezes em que deixei a fraqueza ser maior, e com o tempo me permiti ver quais eram os meus limites e como ultrapassá-los, exigiu um sacrifício enorme não me culpar por tudo o que deu errado lá trás e conseguir enxergar que o sentido da vida deve ser sempre em frente.

Algumas coisas tiveram que acontecer. As decepções me fizeram amadurecer. Aprendi a lidar com aquele relacionamento que terminou de uma hora pra outro ou com aquele sonho que deixei incompleto porque parece que tudo ao meu redor queria que desse errado. Parei de julgar o meu eu do passado quando percebi que não dá pra fugir de algumas consequências, e que o mundo é um lugar infinito de idas e vindas, de pessoas que entram, mas que não ficam tempo o suficiente para o chá da tarde, é um ciclo de saudade e falta, mas a vida é assim, e eu já me perdoei por tudo o que aconteceu. 

Você foi obrigado a tomar uma decisão quando ainda estava despreparado para saber o que realmente era o melhor naquele momento e por isso, acabou quebrando a cara novamente, mas quando você se perdoar, vai perceber que ainda dá tempo de reescrever a história que saiu do eixo, de completar as entrelinhas de um jeito diferente, porque não adianta ficar preso no mesmo capítulo e viver sempre as mesmas coisas. Chega uma hora em que tudo começa a fazer sentido. Para receber, primeiro você precisa dar. É necessário aprender que para chegar em algum lugar, você precisa dar um passo de cada vez e que um dia as opiniões negativas só servirão para aumentar a sua vontade, e que às vezes faz bem sentir saudade, mas o principal de tudo é que você aprenda que o importante mesmo é se perdoar. 

Você foi embora

08 julho 2018

Eu estou tentando achar um espaço para enterrar a dor, mas não consigo escavar tão fundo a ponto de escondê-la de mim mesma, porque tudo é tão pior sem você. Já não consigo contar os segundos, cada um deles parece uma eternidade maior do que eu posso suportar. Você vivia dizendo para mim que eu era impaciente, e não é que você tinha razão. Ontem eu fui naquele nosso lugar favorito. Meu coração quase parou quando olhei para o lado e nada de você. Eu estava com as mãos soltas ao lado do corpo ao invés de ter os seus dedos entrelaçados aos meus.

Ficou faltando você para preencher o vazio que costumava ocupar, mas que agora é uma estrada vazia que consome cada centímetro por onde passa, cada paisagem bonita se despedaça como um vidro sendo quebrado intencionalmente, mas a diferença é que eu não tenho o controle, sou uma bomba relógio que não pode cair nas mãos erradas, porém não faço ideia do que fazer quando eu própria sou errada.

Juro que ainda sinto o teu abraço apertado, sinto os teus braços me protegendo do mundo lá fora e ainda ouço as suas histórias que me faziam rir até a barriga começar a doer. Você costumava me levar para o nosso lugar preferido e pedir a minha bebida favorita: aquele cappuccino bem doce que me fazia sorrir de canto a canto. A sua garota não tinha medo de te dizer tantas vezes seguidas o quanto te amava por inteiro, sem exceções, sem devolução, sem pedir desconto. 

Parece que meu peito vai explodir de agonia. Faço o mesmo caminho todos os dias esperando te encontrar por aí, mas você não vai estar lá me esperando como antes, vai ser apenas sua lembrança vagando desoladamente em mim como se cada detalhe de você estivesse mergulhado aqui. Eu só quero te sentir mais uma vez, nem que fosse por um breve segundo, porque não sou de pedra, e estou muito longe de ser, pareço mais um prédio em demolição que espera toda a sua estrutura vir a baixo.

Não dá para matar a saudade com um simples golpe e esperar que tudo se desfaça, que tudo vire poeira e destroços de uma hora para outra, porque até mesmo eu desconheço o efeito que você ainda tem sobre mim. Só de você estar comigo já era o suficiente para me tirar o peso dos ombros. Mas agora eu me sinto mais sozinha do que nunca. Você foi embora, e acho que não vai voltar. 

Ela não é tão simples

02 julho 2018

Ela se faz de difícil. Não sabe ser fácil quando todas as barreiras estão ativadas, por isso para conquistá-la é preciso estar preparado para desarmar cada uma delas, mas saiba que não é na primeira tentativa que ela se deixa transparecer por completo, não é no primeiro encontro que ela conta todos os detalhes da sua vida como se já te conhecesse há anos, porque ela é cautelosa demais para permitir que qualquer um ocupe espaço na sua vida. 

Não é na primeira troca de olhares que ela começa a criar expectativas para o futuro, não é na primeira conversa que ela começa a acreditar nesse papo de casamento e filhos, porque ela é tão desconfiada de tudo e todos que não consegue entrar de cabeça em uma possibilidade que pode nem chegar a dá certo, ela é muito pé no chão para imaginar contos de fadas e príncipes encantados. 

Pode até parecer que ela não está interessada, mas primeiro ela tem a mania de observar onde está pisado só para ter certeza de que não é nenhum campo minado, que não é nenhum outro joguinho que só termina quanto alguém machuca o coração, porque ela gosta de evitar traumas e impactos que demoram para se curar; também não se importa com status ou com jantares românticos nos restaurantes mais caros da cidade, porque não é com essas coisas que ela está preocupada. 

Na verdade, tudo o que ela quer é alguém que pergunte como foi o seu dia, que não canse de ouvir as suas histórias e conspirações que só ela entende, alguém que a abrace depois de maratonar algumas das séries da Netflix, alguém que sabia contar uma piada, mesmo se for uma daquelas sem graça, porque ela vai rir só de ter contado, alguém que a surpreenda com uma barra de chocolate e um pedaço de pizza enquanto ela está deitada no sofá, ela só quer alguém que esteja presente, e que a toque sem precisar de fato tocá-la, porque ela quer alguém que conquiste cada pedacinho do coração antes de cada espaço do seu corpo.