Sobre as mudanças (desabafo)

30 março 2017

Dessa vez, eu não tô desistindo, embora seja difícil falar sobre isso, encontrar as palavras certas não é uma tarefa fácil, mas logo de cara eu tô avisando que não tô abrindo mão.

Nesses últimos meses, eu finalmente pude ter a certeza de que não é ruim mudar de ideia, de pensamento, de ideologia. Não existe nada de errado em reformular o que você acredita ser certo e as conclusões que você tira a partir disso, porque os tempos mudam, as realidades mudam, e afinal, mudanças não são tão ruins assim, claro que não, mas às vezes não estamos preparados para recebê-las, e para isso, é necessário abandonar certas coisas, deixar outras para trás e seguir em frente com apenas algumas coisas na bagagem. 

Embora eu tenha uma infinidade de textos no rascunho, deixei para trás a vontade de terminá-los. Eu queria dizer que a culpa é a minha falta de tempo, a correria do dia a dia de uma pessoa que precisa revisar milhares de conteúdos para uma prova que só vai acontecer no final do ano, mas eu não posso colocar a culpa nesses fatos, porque assim como as coisas mudam, nós também mudamos. E eu mudei, e ainda estou nesse processo de mudança. 

Digamos que eu fui perdendo os meus velhos interesses, e comecei a dar valor a outras coisas. Todas aquelas coisas pelas quais eu era apaixonada (aqueles assuntos, sabe?) foram perdendo o seu significado, e de repente, elas não se tornaram mais necessárias. Infelizmente escrever sobre sentimentos, amores e romances, crônicas e textos, é algo que está, aos poucos, deixando de ser uma necessidade. Eu nunca vou abandonar a escrita, mas já não estou me identificando com as coisas que escrevo, não mais. 

Porque, por ORA, eu cansei disto. E a gente cansa de sempre ouvir as mesmas músicas, frequentar os mesmos lugares, ler sempre os mesmos assuntos, de sempre fazer a mesma coisa, mas a gente nunca cansa de um amor, e esse amor é a escrita, mas eu já cansei de todas as outras coisas que venho dizendo no blog. Nunca quis que isso acontecesse, mas aconteceu. 

No meio de todo esse caos que a vida é, no meio de toda essa realidade turbulenta que vivemos, eu tô dando um tempo pro blog e pra muitas outras coisas também. Sei que muita gente acompanha os textos que são postados, e sei que o número de acessos cresceu muito nos últimos meses, e tenho plena consciência do quanto as minhas palavras podem mudar a vida de alguém, mas algumas mudanças precisam acontecer, e eu não posso mais adiá-las. 

Eu juro que isso não é um adeus, é apenas um até breve. Mas nesse meio tempo, eu vou mudar todos os móveis de lugar, mudar o modo como costumo olhar as coisas ao meu redor, não inventar sentimento onde não tem. Maior do que o meu medo de mudanças, é a ideia de nunca mudar, afinal, conhecimento é progresso, e isso me permite enxergar as coisas de uma maneira diferente, que às vezes nem sempre vai ser bom, pode ser algo simplesmente triste. 

Quem sabe eu não passe por aqui como uma simples visitante, com hora certa de entrar e sair, só pra tomar um cafezinho e contar as novidades da semana, como aqueles amigos que se esbarram por aí de vez em quando. Isso só o tempo dirá. 

Espero que entendam.
Obrigado por sempre estarem comigo. 
Até breve. 

Um comentário:

  1. Estamos no mesmo caminho, as vezes tirar um tempo e se dedicar a coisas novas se faz necessário. com isso voltamos mais vivos e decididos do que queremos. A você nessa nova jornada só desejo luz, descanso e paz. Também estou me afastando desse mundinho aqui para poder me reencontrar. Autoconhecimento nunca é demais. E espero de coração que você volte com mais amor, garra e determinação. Um nova lua, com ainda mais brilho. E s leitores fies te esperaram junto comigo, sentiremos saudades. Conta sempre comigo <3 Beijão

    ResponderExcluir