Você foi embora, mas continua em mim

16 fevereiro 2017

Meu dia nem começou e já parece que tudo está saindo do controle. É a segunda vez que acordo atrasado essa semana, e olha que hoje ainda é quarta-feira. Não faço a menor ideia do que esperar dos próximos dias, porque eu ainda não aprendi a lidar com a falta que você está fazendo, esse buraco que a sua ausência tem deixado está me consumindo. Não importa se logo pela manhã o dia já promete ser ensolarado ou se vai cair uma tempestade quando for o horário de sair do emprego, eu sinto que frequentemente as coisas perderam a cor desde que você foi embora. Parece que você roubou a cor de tudo o que costumava ser colorido, mas na verdade foi você que trouxe tantas mudanças pra minha vida, você que me fez enxergar as coisas de uma maneira totalmente nova, e agora você está longe demais pra eu poder compartilhar cada mínimo detalhe que pudesse se tornar incrível para nós dois. 

Eu ainda tenho medo de esbarrar com você por aí, quem sabe na fila do banco, ou em alguma estação do metrô caótica de São Paulo, fico me perguntando se por algum motivo você vai vir em minha direção e me cumprimentar com um beijo no rosto como costumava fazer, mas agora cada um de nós foi pro seu canto, você preferiu seguir a sua vida sem estar preso a ninguém, enquanto eu fico preso na minha bat-caverna com um pote de pipoca de micro-ondas e assistindo algum filme romântico na Netflix só para lembrar dos melhores momentos que tivemos juntos, momentos que agora parecem distantes da mesma maneira que o Oceano Índico está de mim agora. 

Toda vez em que o telefone toca, eu ainda tenho esperança de que vai ser o seu nome que vai aparecer na tela, porque eu ainda não tive coragem o suficiente para deletar o seu número dos meus contatos, e ainda mais da lista de favoritos. Quando recebo aquela notificação de alguma rede social, meu coração ainda tem a mania de perder o ritmo, de bater em uma frequência que apenas entrega o quanto eu quero que seja uma foto sua na praia, na faculdade, ou em qualquer canto do mundo, e quando realmente é, eu já tenho que engolir as lágrimas, porque doí demais saber que eu não sou mais um dos motivos de você ser feliz, não sou mais aquele que vai te fazer rir, nem vou continuar sendo a razão de alguma das suas risadas gostosas, porque você está aí, e estou bem aqui, e isso me machuca em uma intensidade que faz tudo perder a graça. 

3 comentários:

  1. Oi Luana adorei o romance continue escrevendo que esta ficando interressante.
    O texto mostra uma garota apaixonada, iludida e perdida. A cara de uma garota inesperiente.
    Como sou leitor posso dar minha opiniao :p
    Escreva com calma , adquira mais ideias sobre o desenrolar da personagem iludida (ela precisa aprender que sofrer nao vale a pena) e boa sorte.
    Danilo Medeiros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Escrevi errado uma palavra inexperiente !!
      Danilo Medeiros

      Excluir
    2. Olá Danilo, fico imensamente feliz por ter gostado da crônica e também pelo comentário esclarecendo sua opinião, ela sempre será bem vida, pois é um privilégio para eu descobrir os pontos que mais chamam atenção dos leitores e onde posso investir mais na história. Obrigado <3

      Excluir