Sempre vai ser você

06 fevereiro 2017

Eu ainda sinto o coração bater rápido toda vez em que percebo que seus olhos estão sobre mim, você me observa distraidamente como se passassem milhares de pensamentos na sua mente depois que nota como ainda tenha a mania de ficar tímida. Eu me perco na sua respiração calma quando estamos juntos de uma maneira que faz flutuar até não sentir mais os meus pés grudados no chão, porque você é capaz de me tirar do eixo toda vez em que aparece com um sorriso no rosto, você me faz entrar em uma galáxia só nossa quando me abraça apertado e insiste em não me soltar por um bom tempo, e acabou sendo em um dos seus abraços que encontrei a minha casa, o meu lar, a minha vida. 

Eu sempre tive medo de me envolver, de aparecer na frente das minhas amigas de mãos dadas com outro alguém e colocar nas minhas redes sociais relacionamento sério, porque eu nunca acreditei que essa história de amor fosse verdade, depois de tantos corações partidos e de vê tanta gente quebrando a cara por aí, eu parei de colocar fé em algo que poderia não dar certo, porque é mais seguro ter a imagem de mulher independente, solteira, e que não precisa de compromisso pra ser feliz, e eu realmente estava bem sozinha, não era teatrinho ou encenação, porque a minha companhia bastava, as minhas amizades eram as melhores, e quando batia no coração aquela carência, eu só tinha que escolher qual seria a balada do fim de semana, mas aí você apareceu pra me mostrar um mundo diferente, e pra me fazer sentir todas as coisas das quais eu vivia fugindo, você virou o meu mundo de cabeça pra baixo. 

E não evitar que você invadisse cada canto da minha vida foi a melhor decisão que já tomei, me permiti sentir que você era o cara certo pra mim me fez ter coragem de entrar de cabeça, de mergulhar fundo até saber que a superfície está distante e mesmo assim não ter medo de se afogar, porque desde aquele segundo em que esbarrei meus olhos em você eu tive a certeza de que não queria mais ninguém além de você. Foi então que eu senti a bagunça que você estava fazendo aqui dentro quando todas as borboletas do meu estômago começaram a se agitar como loucas toda vez em que você invadia os meus pensamentos pela manhã ou quando eu estava prestes a dormir, porque de tanto falar que eu não estaria disponível pra amar, o amor me encontrou. 

Eu quis me entregar a você de um jeito que nunca me permiti ser de ninguém. Fui me apaixonando mais e mais toda vez em que ouvia as suas histórias exageradas, e você dava altas risadas quando eu falava dos meus dramas, então eu passei a querer dividir os meus sonhos contigo, a compartilhar a minha vida inteira só pra termos um futuro juntos e poder acordar do seu lado todos os dias te enchendo de beijos bem antes do amanhecer. Quando você apareceu, eu não tive como dizer não, como evitar de sentir o coração acelerado no peito, batendo tão rápido que meu corpo inteiro da cabeça aos pés se arrepiava sempre que você vinha. 

Agora parece impossível acreditar que aquela garota que falava que namorar não é legal e que se apegar é sinônimo de quebrar a cara, finalmente deixou de lado todo o receio pra poder amar alguém de fora, mas aconteceu. E aconteceu de um jeito tão especial que os meus dias estão mais coloridos, e minhas semanas mais ensoladas, e tudo por aqui está diferente, principalmente dentro do peito. Eu posso até não ter certeza se vou conseguir ser promovida no emprego, ou se no próximo semestre vou estar cursando aquele curso na faculdade mais conceituada da região, mas quando se trata de você, eu sou cheia de certezas, porque de todas as minhas opções, tudo o que importa é estar do seu lado e saber que sempre vai ser você. 

0 comentários:

Postar um comentário