Pede uma dose dupla de amor próprio

24 janeiro 2017

Eu preciso falar da gente, é que a gente já foi e voltou tantas vezes que já não existe mais nós. Cada um como a própria companhia e nada mais. Paramos de dar importância as pequenas coisas, a exemplo das tuas mensagens de boa noite que se resumem a “acabei dormindo, desculpa”. Não consigo me lembrar quando foi a ultima vez que conversamos de verdade, que pude te confidenciar tudo o que eu sinto, penso, sonho, busco, sem que você se mal dissesse, gritasse aos cinco ventos que na sua vida nada dá certo. Quando foi que conseguimos parar uns cinco minutinhos para falar sobre as coisas possíveis?

Vez ou outra você me questiona sobre não darmos certo, e será que tu não vês que tudo o que eu quero tu não queres? Eu quero uma casa no campo, uma rede na varanda, quero ter uma vida pacata, compartilhar quem sabe uma xícara de chá nas tardes de domingo, quero praticar o desapego desse amontoado de coisas que acumulamos ao decorrer dos anos e que não nos servem, quero ser mais grata a vida, quero ser livre e tu só sabes dizer que tudo isso é chato. Não é necessário que concordes sempre comigo, mas o que te custa ser alguém de verdade?

Olhando daqui eu enxergo o teu vazio e desculpe-me, mas não posso continuar. Sou completa demais, transbordo sentimento e não me encaixo ao teu lado. Não digo que você precisa ser igual a mim, cada um tem a sua própria maneira de enxergar as coisas, mas o que te custa acreditar na vida? Chega a ser insuportável o teu mimimi, nunca conheci alguém que se auto-sabota tanto como você, nunca me deparei com alguém que parece amar estar sempre por baixo. Não que você tenha que se achar superior, mas cadê o teu valor?

Tu rega as tuas tristezas com álcool, festas, músicas no último volume e eu me pergunto até quando vais continuar assim? "Estou com uma tristeza que não cessa, vou sair para beber, estou com problemas demais. Minha vida não tem sentido. Meus sonhos são impossíveis." Problemas demais? Você não tem obrigação nenhuma, tem quase tudo o que quer, tem uma casa, família, amigos, veste e come do bom e do melhor, sai quando quer e ainda vem com esse papo de que está com muitos problemas? Ao invés de pedir duas doses de tequila, pede uma dose dupla de amor próprio e se arranja com outro alguém.

E por favor, não venha choramingar ao pé do meu ouvido os teus sonhos fracassados, se tu não lutas por eles como queres que eles se realizem? Toma um banho bem gelado pra vê se você acorda dessa inércia, de querer que as coisas caiam do céu. A vida é para aqueles que correm atrás, que não desistem na primeira barreira que aparece. Se você quer, vá lá e faça. Deixe de mimimi e amadureça. 

- Victória Dantas
Me acompanha nas redes sociais:

0 comentários:

Postar um comentário