O Morro dos Ventos Uivantes | Emily Bronte

28 dezembro 2017

O Morro dos Ventos Uivantes é o único romance escrito por Emily Bronte, que atualmente é considerado um clássico da literatura inglesa. Sem dúvidas, é uma das melhores histórias que tive a oportunidade de ler nos últimos meses, e por isso, merece ter o seu espacinho aqui no blog. Desde quando eu era criança, ouço falar desse livro, porém apenas agora consegui a chance de começar a leitura e tirar as minhas próprias conclusões sobre a obra. 

Essa não é uma história convencional, onde os protagonistas são sempre os mocinhos da trama, muito ao contrário, todos os capítulos contam com personagens que talvez não sejam tão bons como esperamos que sejam, e a principal intenção do livro não é apenas contar uma história de amor capaz de superar a morte, mas sim mostrar as consequências do ódio e da vingança na vida de alguém, e como isso consegue afetar o ser humano. 

O Morro dos Ventos Uivantes começa com a chegada do Sr. Lockwood após decidir alugar uma propriedade no campo, Wuthering Heights. Um dia, ele resolve ter a oportunidade de conhecer o seu locatário, o Sr. Heathcliff, e logo de cara, a personalidade intrigante do homem desperta sua atenção a ponto de se questionar de onde vem o seu aspecto temeroso, principalmente porque é possível perceber entre as pessoas que vivem ali um clima de ressentimento e ódio, então um grande ponto de interrogação começa a perseguir o Sr. Lookwood, curioso em conhecer a história da família. Devido ao mal tempo e por ter ficado doente, ele é obrigado a ficar os dias em seu quarto, sob os cuidados de sua governanta, Ellen Dean, que desde pequena sempre trabalhou Wuthering Heights, e conhece a história de todos que já passaram por lá. 

— Não é, não — retrucou ela. — É o melhor! Os outros representam a satisfação dos meus caprichos e do desejo de Edgar. Mas este é em intenção de alguém que compreende, no seu próprio ser, os meus sentimentos para com Edgar e para comigo mesma. Não sei expressar-me bem; mas, sem dúvida, você e todo o mundo têm noção de que há ou deverá haver uma existência para além de nos. Qual seria o sentido de eu ter sido criada, se estivesse contida apenas em mim mesma? Os grandes desgostos que tive foram os desgostos de Heathcliff, e eu senti cada um deles desde o início: o que me faz viver é ele. Se tudo o mais acabasse e ele permanecesse, eu continuaria a existir; e, se tudo o mais permanecesse e ele fosse aniquilado, eu não me sentiria mais parte do universo. Meu amor por Linton é como a folhagem de um bosque: o tempo o transformará, tenho a certeza, da mesma forma que o inverno transforma o arvoredo. O meu amor por Heathcliff lembra as rochas eternas: proporciona uma alegria pouco visível, mas é necessário. Nelly, eu sou Heathcliff! Ele está sempre, mas sempre, no meu pensamento; não como uma fonte de satisfação, que eu também não sou para mim mesma, mas como eu própria. Por isso, não torne a falar da nossa separação: ela é impossível e. . .”

Antigamente, o Morro pertencia ao Sr. Earnshaw, e em uma de suas longas viagens, ele trás consigo uma criança chamada Heathcliff, e começa a cuidar dele e a nutrir grande adoração pelo garoto, o que desagradou a sua esposa e principalmente o seu filho, Hindley, diferente de Catherine, sua outra filha, que passa a sentir uma forte ligação com Heathcliff. Após a morte dos seus pais, Hindley assume a responsabilidade de cuidar do Morro, e com isso, começa a maltratar e humilhar Heathcliff de todas as maneiras possíveis, já que sempre ódio a chegada do menino a propriedade. Já Catherine, passa a amar Heathcliff de uma maneira muito intensa, assim como ele, porém acredita que não será completamente feliz caso se cassasse com ele, e por isso, opta por ser casar com o seu vizinho, o Sr. Edgar Linton, que é jovem, bonito e rico. Catherine é uma mulher totalmente egoísta, que coloca suas vontades e desejos acima de qualquer coisa, o que a torna impulsiva. 

Após descobrir que Cathy está prestes a se casar com outro homem, Heathcliff vai embora, foge da propriedade e fica um bom tempo sem dar noticias, até o dia em que ele volta inesperadamente, surpreendendo a todos com a sua nova personalidade, porém sua verdadeira intenção é se vingar de todos que um dia contribuirão para que se separasse de Cathy. 

Heathcliff se torna um homem com o coração cruel, sua amargura é capaz de destruir a vida de qualquer pessoa, e sua história mostra como o desejo por vingança sempre corrompe o que temos de melhor, sempre mata qualquer traço de bondade e gentileza que podemos chegar a ter. Não é apenas uma história para ser lida, e sim sentida, refletida e pensada, tanto com o coração como pela mente. 

Me deixa ficar

25 dezembro 2017

Não importa quais são os teus medos, as tuas inseguranças, ou os traumas do teu passado, me deixa ser a sua companhia nas noites mais tristes e nas manhãs mais alegres, e em todos os momentos da sua vida. Não importa quantas vezes você desistiu daquele sonho por medo de continuar insistindo na mesma ideia, deixa eu segurar a sua mão quando o desespero apertar, e você sentir que vai quebrar a cara novamente. Deixa eu te conhecer de verdade, me deixa entrar na sua vida de um jeito diferente, sem trazer complicações desnecessárias pra nenhuma de nós. 

Não precisa vir toda vez com uma armadura ao redor do corpo, com essa mesma pose de cara que enfrenta o mundo inteiro de cabeça erguida, não precisa fingir que es forte só pra me impressionar, não precisa criar um buraco dentro de você e esconder todas as suas preocupações. Não precisa ter medo de derramar algumas lágrimas quando alguns dos seus planos falharem, só me deixa ser o teu porto-seguro quando as coisas saírem do controle. Me deixa ser o teu guia quando o caminho não fizer mais sentido. 

Estou longe de querer a tua perfeição, porque não me importo com os seus defeitos e nem com as suas manias, porque quero te conhecer de verdade, do jeitinho que tu es quando ninguém mais está te olhando. Me deixa ouvir as tuas histórias exageradas um milhão de vezes até decorar cada uma delas. Me diz como foi a sua semana sem precisar inventar um tanto de mentiras só pra esconder o seu mau humor e todos os seus instantes de estresse. Não precisa agir como se fosse de ferro quando estivermos juntos, não precisa dizer que está tudo bem quando na verdade tu está a um segundo de desabafar. Me deixa ser o seu alicerce quando você não aguentar a pressão sozinho. 

Eu te quero inteiro, não só com as partes boas, mas com todas os teus erros, as tuas falhas, e as tuas imperfeições. Não quero meias verdades ou meias palavras. Me deixa dar um mergulho rápido até a tua alma, até o lugar onde ninguém conseguiu chegar, até o espaço que você nunca teve coragem de mostrar pra mais ninguém. Deixa eu ser a primeira a te conhecer de verdade. Me conta quais são os teus planos pro futuro, qual curso cê quer fazer quando entrar na faculdade, ou pra onde você sonha viajar nas férias do serviço, e me deixa fazer parte de alguns deles, nem que seja pra conhecer todos os seus filmes favoritos ou as séries que você mais curte. 

Até se você me marcar em algumas das suas publicações no facebook já está valendo, e nem me importo se não tiverem nada haver com a gente. Faz uma lista dos lugares que você ainda não visitou, quem sabe eu não te convido pra aquele museu que acabou de ser inaugurado, ou pra assistir aquela peça de teatro, ou quem sabe até te chamo pra um dos vários barzinhos da Augusta. Deixa eu te ouvir cantando no chuveiro aqueles músicas que eu desconheço, deixa eu colocar na sua playlist do Spotify algumas das minhas canções favoritas até você enjoar de ouvi-las.

Me conta quais são as tuas fraquezas, os motivos dos teus medos e tudo aquilo que te tira o fôlego. Me deixa conhecer a sua história, e se possível, me conta até mesmo das tuas primeiras namoradinhas do fundamental, me fala de quando cê teve o primeiro coração partido e a primeira decepção amorosa, e de como você jurou a si mesmo que nunca se apaixonaria novamente... até me conhecer. Me deixa fazer parte da sua vida. Me deixa ficar. Me deixa ser um dos motivos do seu riso solto, me deixa ser a sua calmaria quando uma dessas tempestades inesperadas aparecerem, me deixa ser a tua paz quando cê não puder controlar toda a confusão. Me deixa ser parte da sua vida. Hoje. Amanhã. E sempre. 

Você sabe que é ela, não é?

13 dezembro 2017

Ela nem precisou insistir muito. Logo na primeira conversa ela já deu o jeitinho dela de te conquistar, mas acredita que ela nem teve intenção? Ela só precisou ser ela mesma pra você ficar caidinho, mas aposto que você notou logo de cara o quanto essa garota é diferente das outras, né? Não precisa fingir que ela não te abalou todinho por dentro, porque é óbvio que o papo solto dela te fisgou como nenhuma outra havia feito. 

A simplicidade dela a torna tão única que você se pergunta quantos caras devem estar na cola dela nesse momento, mas a verdade é que tem muitos por aí a chamando de princesa, de gata, de linda, mas ela não se importa com esses elogios, porque você a tratou de um jeito que a fez se sentir tão especial e valorizada. E mesmo tendo as suas tantas inseguranças, ela ainda consegue ser a garota mais confiante quanto se trata de ir atrás do que realmente gosta, e são tão poucas as garotas que correm atrás das coisas que valem a pena. 

E aos poucos ela tá ganhando o seu coração, cada pedacinho dele, sem exceção. É verdade que ela não estava nos teus planos, mas parece que foi a melhor surpresa que a vida te reservou, e desde aquele dia em que você reparou nela em silêncio, aquele rosto tímido não sai dos seus pensamentos. Talvez você não tenha sido o primeiro a reparar no sorriso dela, ou naquele brilho que parece que só ela tem no olhar, mas você quer fazer o impossível pra que seja o último, porque não consegue imaginar porque alguém não lutaria pra ter uma garota dessas ao lado. 

Você mergulhou fundo nessa garota sem medo das consequências, porque cê soube que aguentaria qualquer tranco se fosse pra mantê-la do seu lado por mais algum tempo, qualquer mancada poderia deixar um buraco enorme do lugar que ela preencheu, e uma parte de você jamais poderia assumir esse risco. E de um tempo pra cá você começou a ter certeza de que é ela, não é? Começou a ligar alguns pontos até entender que algumas outras histórias tiveram que ficar no passado, você até começou a achar que sempre daria errado, quem sabe pra pagar algum pecado das vidas passadas, mas percebeu que só foi pra dar espaço pra essa garota entrar na sua vida. 

É ela que tá te fazendo dormir com um sorriso na cara e te fazendo acordar com um bom humor que ninguém entende, não é? Você não faz ideia do quanto teve sorte de encontrá-la e se ninguém te avisou, eu tô avisando agora pra cuidar dessa garota como nenhum cara antes de você foi capaz,. Cuida pra ela estar sempre do teu lado, cuida pra ela não querer ir embora quando se cansar, cuida pra não ter que se despedir dela em uma noite de verão, cuida pra que esse amor todo não se esfrie, porque no fundo você tem certeza de que é ela. 

Permita-se mudar

04 dezembro 2017

Lembro-me de quando tudo começou a mudar, a rotina virou outra, as amizades viraram de cabeça para baixo, e o mundo finalmente parecia diferente. Me recordo das noites em que eu não conseguia dormir de tanta ansiedade, das manhãs em que eu não queria acordar de tanto, das vezes em que eu só pensava em desistir e abrir mão de toda a caminhada apenas para recomeçar cada um dos meus passos. Hoje se trata de um post especial, uma sentença que estava ficando quase pronta no peito. 

Sou um quebra-cabeça na qual as peças estão sempre mudando, trocando de lugar, refazendo os detalhes, observando algum ponto de vista que até então parecia desconhecido. Não sou alguém que se encaixa no comum ou que se encanta pelo padrão, sou uma mistura de tudo que é diferente, incomum e extraordinário.

Foi exatamente esse pensamento que me levou a começar o curso Técnico em Serviços Jurídicos. Comecei a ter uma experiência nova que superou as expetativas de tudo o que já havia estudado antes. Claro que tive algumas decepções no meio do caminho muitas, na verdade me arrependi de ter cruzado com certas pessoas, desejei profundamente desfazer algumas amizades, passei momentos de raiva e perdi a paciência tantas vezes, mas estou aqui quase concluindo o 1° módulo totalmente apaixonada pelo quanto pude amadurecer com toda essa vivência. 

Esse ano me apresentou surpresas que eu nunca se quer esperei. Passei grande parte dos meses me dedicando no cursinho para prestar o vestibular/ENEM, e apenas isso já foi o suficiente para me deixar exausta e cansada em tão pouco tempo, mas foi um segundo ano de preparo e dedicação que me fizeram entender que estudar não é tão simples como algumas pessoas costumam dizer, é um processo que envolve muita concentração, esforço e planejamento, que também está intrínseco ao nosso lado emocional. E tudo o que consegui aprender será levado comigo para as próximas etapas da minha vida, para cada degrau uma lição aprendida, cada tropeço e erro uma mudança para melhor. 

E sobre os erros, eles são necessários. As quedas são essenciais para o nosso fortalecimento, para cauterizar os nossos medos e inseguranças, para mostrar que podemos ultrapassar qualquer barreira que seja imposta para nós, é assim que superamos os próprios limites que achamos ter, pois os únicos impasses que existem são aqueles que nós mesmos criamos, são os nossos complexos e as nossas inquietudes.

Me desesperei por tantas coisas e por tantas pessoas, mas se eu soubesse que nenhuma delas fosse fazer a menor diferença na minha vida, eu teria desistido no primeiro momento em que as conheci ou no instante em que soube de certas coisas. E foi exatamente isso que me fez querer colocar todos os outros em segundo plano ao invés de perder a cabeça e as noites de sono por pessoas que nunca me conheceram de verdade, por pessoas que não mereciam o meu tempo e nem uma gota do meu suor. A prioridade passou a ser eu e todos aqueles que sempre amei, aqueles que eu seria capaz de dar meu coração para continuar amando e um deles é o amor da minha vida. Aprendi a valorizar as pessoas certas e a querer do meu lado só quem é capaz de acrescentar boas sementes a serem colhidas e não quem faz o jardim secar ou as flores morrerem.

Demorei muito para aprender a ser eu de verdade e não a versão de mim que só queria agradar a todos. Por isso eu digo que ainda não é tarde para se permitir mudar, refazer os passos dados, desconstruir escolhas e se afastar de quem é tóxico do mesmo jeito que eu fiz. Com a ajuda da pessoa mais especial e importante eu consegui sobreviver a todos os dias ruins da minha vida, seja aquelas tempestades em que o barco estava quase virando ou aqueles verões em que tudo parecia de ponta cabeça, eu venci e mudei. 

Eu tentei fazer a gente dá certo, mas você não quis

15 novembro 2017

Eu e minha teimosia me fizeram ir até o fundo do poço para te dar as mãos, andei em círculos mais do que as minhas pernas aguentavam só para te dar uma chance que o mundo inteiro dizia que não valia a pena, mas que eu não parei um segundo para ouvir, chorei durante horas que mais pareciam o fim do mundo do que apenas um coração partido, insisti nessa história como alguém que precisa provar para si mesmo que consegue mesmo com todos os ventos soprando ao contrário. 

Mas eu falhei tantas vezes que até perdi a noção de como é perder essa mesma batalha todos os dias. Você me fazia acreditar nas suas mentiras com tanta facilidade que eu me arriscava mais uma vez só para ouvir você dizendo que dessa vez seria diferente, mas nunca era, e todas as mensagens nas entrelinhas me avisavam que não tinha mais jeito, que eu precisava abrir mão de você pela decima quarta vez, e que dessa vez teria que ser de verdade, mas eu tinha tanto medo de me ver sem você, apesar de entender que essa era a única escolha que eu tinha. 

Eu lutava com todas as minhas forças para você ficar, enfrentava todas as muralhas que você colocava entre a gente só para ganhar algum tempo a mais do seu lado, mas você sempre dizia que não precisamos disso, que estava ocupado pensando em se livrar de mim, porque você se preocupava demais em gastar o tempo com todos os outros, mas se esquecia de mim sem nenhum remorso, você mesmo provocava a minha ausência sem qualquer arrependimento. 

Tudo aqui dentro de mim gritava pedindo para eu colocar um ponto final ao invés de tantas reticências nessas idas e vindas, mas eu sempre tive tanto medo de não suportar a ideia de não ter mais você, vivia com medo de não conseguir deixar de te amar, e tudo o que não havíamos conseguido ser me machucava ainda mais. Mas eu juro que tentei, fiz o impossível para a nossa história dá certo, remendei alguns curativos só para tapar a dor, estanquei a saudade com pedaços da nossa história, mas não consegui. 

Cansei de tentar sozinha, desisti de pedir tantos recomeços, esgotei todas as segundas chances, apaguei o que não deu certo, mas eu juro que tive medo de não conseguir me desapegar, tive receio de nunca te esquecer, mas foi melhor pra mim, e se um dia você se arrepender, não se esqueça que eu tentei fazer a gente dá certo, mas você não quis. 

Eu me apaixonei de novo

17 outubro 2017

Mas dessa vez não foi por você. Não foi pela cor dos seus olhos castanhos. Não foi pelo seu perfume que ficava grudado nas minhas roupas depois de um abraço apertado, nem por aquele seu cheiro natural que ficava na sua pele depois de um banho. Dessa vez, não me apaixonei por aquele seu beijo que me tirava o fôlego, não foi pelos segundos em que eu me senti segura por estar dentro de um dos seus abraços. 

Eu me apaixonei de novo por um olhar diferente, por um sentimento desconhecido, por um amor que veio tão inesperadamente que parecia impossível amar de novo e com toda essa intensidade, mas não me entreguei a você, porque dessa vez, me apaixonei por alguém diferente, alguém que veio sem eu chamar, que ficou sem eu pedir. 

Me apaixonei por um amor mais leve, que não sobrecarregava os ombros, que não chegava a pesar tanto. Dessa vez, parei de insistir mais do que eu suportava, parei de implorar atenção, parei de mendigar amor. Eu me apaixonei de novo por um sentimento que não deixava para depois, por uma história que não tinha reticências, por um alguém que sabia o momento certo de estar presente. 

Dessa vez, eu me apaixonei por um outro alguém. 

Eu não deveria te querer tanto, mas quero

06 outubro 2017

É, eu sou cheia de certezas, da cabeça aos pés eu sou repleta de todas as convicções possíveis, sei o que quero e quando quero, sem delongas, sem pensar duas vezes, sem voltar atrás. Gosto de ter o controle de tudo o que possa me deixar dependente, porque é mais fácil do que correr riscos, certo? Não sentir é bem melhor do que acabar com um coração partido, e eu sei que assim a minha cabeça continua no lugar e não vou precisar arrumar a bagunça que fica demais que o mundo der as suas voltas e me deixar sem chão.

Eu sempre odiei entrar em joguinhos, não suporto ter a ideia de não possuir uma lista com todas as regras, odeio quando o lugar ainda é desconhecido e parece que eu tô entrando em um campo minado, porque assim o risco de pisar em um lugar errado é maior, a possibilidade de quebrar alguma parte do corpo é maior, principalmente quando é o coração que está servindo de aposta. 

Mas o engraçado é que minhas certezas mudaram facilmente para uma baita insegurança quando você apareceu sem querer na minha vida, cê desabilitou toda essa fortaleza que existia em mim, e foi logo de primeira. Eu já senti que toda a minha resistia não poderia me manter longe do seu sorriso de canto e nem daquele seu jeito tímido que me conquistou com tanta rapidez. Foi nesse momento em que eu me senti perdida em uma galáxia totalmente diferente, onde só existia você e todas as coisas que eu já imaginava para nós, mesmo sendo tão incerto.  

Eu tive um medo horrível de dar certo, porque eu não sabia como seria a gente juntos. Depois de uma conversa rápida, de uma troca de mensagens que me fizeram perceber que eu precisava entrar de cabeça nessa loucura de estar com você de vez, eu finalmente me rendi, porque você conseguiu me desarmar inteira. E ao invés de me sentir tão indefesa como imaginei, eu voltei a ter todas as certezas na ponta da língua: eu te queria.

E você me quis de volta também, nem precisou dizer isso naquele nosso primeiro encontro, porque tudo em você parecia gritar o quanto me queria, com a mesma intensidade que a minha mente te imaginava dividindo a sua vida comigo, se entregando sem qualquer restrição. É um sentimento que começou rápido e que me pegou de surpresa, que me fez mudar as minhas convicções e reformular todas as minhas certezas, e agora, tudo o que eu quero, sem delongas, sem pensar duas vezes e sem voltar atrás, é você. 

Ela é de gêmeos, moço

20 setembro 2017

Moço, se você acha que pode controlar essa garota, saiba que está muito enganado, porque ela tem uma personalidade daquelas que não deixam passar nada, nem um detalhe, por mais simples que seja, porque ela é apaixonada por detalhes, pelas coisas que ninguém mais vê, e ela tem a mania de acreditar nas coisas impossíveis porque sabe que pra ela nada é impossível, carrega nos ombros a responsabilidade de realizar cada um daqueles sonhos que nunca saem da cabeça antes de dormir. 

Mas não pense você que ela se entrega fácil, que abre mão de tudo que acredita por ter ouvido umas coisinhas aqui ou ali, porque vai ser necessário mais do que apenas meias palavras pra mudar quem ela realmente é. Essa geminiana não é do tipo que desiste de uma pra hora, muito ao contrário, continua só pra provar a si mesma que é capaz, mesmo que dê errado na primeira vez, ou pareça assustador logo de cara, você nunca vai ver ela dando pra trás ou dando alguma uma desculpa. 

Ela se reinventa todos os dias. Reinventa os seus pensamentos até a cor do esmalte que vai usar no dia seguinte, mas se tem uma coisa que ela não se encaixa tão bem é na rotina, por isso não tente enquadrá-la dentro de uma caixinha que diz exatamente o que ela precisa fazer, porque ela gosta mesmo é de ir além, de ir aonde ninguém chegou, de procurar onde todos tem medo, de explorar o inexplorável só pra descobrir coisas novas, só pra se reinventar mais de uma vez. 

Moço, se você conhecer essa geminiana, pode ter certeza que ganhou na loteria, porque não importa quantas situações você tenha que enfrentar, ela sempre vai estar do seu lado, quando cê precisar retirar no peito aquele peso que nem você conhece, ela vai estar ali pra ouvir cada uma das suas palavras, vai pegar todas as suas dores como se fossem as dela e tentar curar cada uma. 

Quem a vê de longe acha que ela é uma espécie de mistério e enigma, mas quando alguém a conhece de verdade, o que pode demorar dias ou meses, essa geminiana mostra que capaz de surpreender com o seu jeito calmo e ao mesmo tempo impaciente, que nem ela mesmo sabe definir, porque ela é cheia de controvérsias, cheia de confusões que só ela entende, mas são essas coisas que a fazem amar tanto a vida, e cada instante dela. Então moço, já aprende de uma vez que ela gosta de se reinventar, e se você conhecer todos os lados dela, vai entender que ela é mulher, criança, maluca, engraçada, e tudo o que ela quiser ser em um pacote só.

ELA ÁRIES SAGITÁRIO PEIXES AQUÁRIO - TOURO - GÊMEOS
ELE ESCORPIÃO 

Antes de ir, te deixo um recado

13 setembro 2017


Mas é uma mensagem curta, daquelas que aparecem de madrugada e deixam uma lacuna enorme e ruim no peito, e nela eu digo que estou indo embora, e que dessa vez, vou deixar tudo pra trás. No dia seguinte, você a lê e tenta explicar a si mesmo que ainda está dormindo, mas não é um sonho, é real, e você sente o peito em vários pedaços. Você tenta segurar as lágrimas, mas não consegue agarrá-las por muito tempo, porque tudo dentro de você é vazio, e tudo fora, é sem chão. 

Você lava o rosto pra disfarçar as olheiras, pra apagar a vermelhidão dos olhos, mas nada dá certo; relê a mensagem inúmeras vezes, mas a mesma facada te corta o peito toda vez que aquelas palavras te rasgam a pele; você acha que não vai aguentar, quer se esconder do restante do mundo, mas suas responsabilidade te fazem sair de casa com as pernas bambas, como se fossem falhar a cada segundo.

Ás 8 horas restantes no serviço você não consegue focar direito, percebem a sua distração, e seu colega de trabalho pergunta se está tudo bem, você balança a cabeça, mas não fala com mais ninguém até chegar em casa e desabar na cama, porque tenta pela milésima vez me ligar, mas o celular não atende, cai na caixa postal, e sua boca já está seca de tantos recados que você deixou. 

No segundo dia, a rotina te consome, a desolação te deixa a margem de tudo. Você não sente o mundo como antes porque sabe que dessa vez eu não vou voltar, que dessa vez não me verá desfazendo as malas e correndo pra você, mas cê não pode desistir de tudo, sabe disso, e continua vivendo a sua vida como se eu fosse aparecer de uma hora pra outra, mas antes de ir, eu te deixei um recado. 

Sobre o quanto eu te amo

08 agosto 2017

Eu amo cada uma das suas histórias inventadas que você jura dizer que são verdade. Amo o jeito que você me faz rir, como se não existisse limite algum entre a gente. Você quebra todas as minhas barreiras como se você fosse o melhor nisso, e você realmente é o único que consegue me conhecer tão bem, e saber de cor todos os meus pontos fracos e as minhas manias. Você é aquele alguém que eu não esperava que chegasse, mas que apareceu no momento perfeito, que ficou quando eu já não acreditava mais nessa história de final feliz, que me envolveu nos braços e prometeu que ficaria. 

Eu amo aqueles seus detalhes que ninguém mais percebe, eu amo a maneira como todos os dias eu te desenho nos meus pensamentos e conto quanto tempo ainda falta pra estarmos juntos de novo. De vez em quando me pego pensando na gente assistindo Netflix em um domingo à tarde, você bravo comigo porque eu dormi na metade do filme e eu brigando com você por causa das cócegas, mas eu te amo de um jeito tão especial que não importa como serão os nossos dias, porque eu já tenho a certeza de que cada um deles serão mais que perfeitos só por estar do seu lado. 

Eu amo ver aquele seu sorriso sincero, amo ouvir a sua risada alta que enche cada espaço do meu corpo de uma sensação de paz e felicidade que nem dá pra explicar. Amo aqueles momentos em que você me pega no colo e me beija de repente, são nesses instantes em que eu sinto que não posso te deixar, porque cada parte de mim precisa de você. Amo sentir a sua pela na minha quando você me abraça apertado e diz baixinho que me ama, que não vive sem mim da mesma maneira que eu não consigo me imaginar longe de você. 

Eu amo quando a gente imagina o nosso futuro, quando você diz que o seu sonho é ver os nossos filhos correndo pela casa e te chamando de pai. Eu amo pensar que você será o melhor pai de todos, o melhor marido de todos, e não me restam dúvidas disso, porque você é a pessoa mais incrível que existe, é a pessoa que mais me enche de orgulho, e todos os dias, eu alimento cada vez mais o sonho de construir uma família perfeita ao seu lado. Eu te amo.

Só mais um doze de junho

12 junho 2017

O dia dos namorados se aproxima. Eu organizo a mesa, disponho os pratos, as taças, as velas para fazer jus ao momento romântico, me sento. Sozinha. O vinho a minha escolha, a playlist que você fez pra mim toca ao fundo. Aqui, eternizo o final de semana que programamos juntas, eu só consigo pensar nos planos que fizemos e não saíram do papel. Daquela lista besta que escrevemos e só demos check no primeiro item. Este seria um dos planos, um jantar a luz de velas depois de um final de semana só nosso. 

A vida passou depressa, do momento em que trocamos o primeiro sorriso ao hoje, quando eu mal sei o que acontece na sua vida e vice-versa. Nunca perguntamos uma a outra se sim ou se não, apenas fomos, vivemos pouco tempo e mesmo assim, depois de tanto brincar de 'ainda não te superei', me caiu a ficha que de fato: eu ainda não te superei. Talvez seja por isso que eu não consigo dar a mão a outro alguém, talvez seja por isso que meus olhos continuam fechados a se tratar de conhecer novas pessoas, talvez esse seja o real motivo por eu querer me manter só, aqui, no teu abraço imaginário. 

Eu lembro como eu morria de medo de você me dizer um eu te amo e lembro mais o quanto meu coração se alegrava quando tu me dizia um 'eu te gosto'. Hoje, sentada aqui nessa mesa, percebo que talvez  nosso 'eu te gosto' fosse bem lá no fundo um eu te amo. Porém mais sincero, mais real. Cada um sabe o verdadeiro sentido dessas palavras e bem, eu, continuo com esse pensamento e espero que no fundo, mesmo sem saber, a gente tenha se amado. 

Três parágrafos e a garrafa está meia, a alma começa a transbordar. Nesse dia dos namorados, espero que você esteja sendo bajulada por algum dos sorrisos que caminharam ao teu lado desde que nossos caminhos se afastaram, que teu abraço faça alguém seguro, que os teus dedos dedilhem um outro mundo, que seja especial, que seja verdadeiro. Reciprocidade. Não que seja fácil imaginar tudo isso, mas para alguém com um coração tão belo e nobre como o teu, não consigo desejar outra coisa. À ti só desejo coisas boas.

As velas iluminam a cozinha, que hoje me parece bem mais pequena, assim como o meu coração que já não cabe uma penteadeira, nem nós dois. Nesse doze de junho faço a minha última oração: que seja só mais um doze de junho, com os olhos brilhando, com as belas lembranças fervilhando, que sobre você, nunca me faltem palavras. Que eu continue encantada com o presente lindo que a vida me deu em ti conhecer. Nos meus tropeços encontrei alguém que me ensinou o valor do perdão, o verdadeiro sentido de querer bem. Você foi e continua sendo essa coisa linda que me encanta. Que muitos me perguntam: o que você vê nela? E eu apenas respondo: um belo de um coração.

- Victória Dantas
Me acompanha nas redes sociais:

Me desculpe, mas essa é a última vez

06 junho 2017

Essa é a última vez que você vai me ver antes do dia começar, quando ainda for de madrugada e ainda estiver escuro lá fora. É a última vez que você vai me ver vestindo uma daquelas suas camisas que ficam até o joelho. É a última vez que iremos compartilhar a senha da Netflix ou maratonar aquelas nossas séries favoritas. É a última vez que iremos discutir sobre as músicas que gostamos e as bandas que odiamos. É a última vez que tomaremos café da manhã juntos, ou passar uma tarde inteira nos amando enquanto o dia termina. 

Essa é a última vez que você vai me levar ao cinema em um fim de semana ou vamos combinar de conhecer algum lugar novo do centro. É a última vez que vamos fazer batatinha frita e encher de ketchup e mostarda. É a última vez que vou ouvir você cantando todo desafinado no banho. É a última vez que serei a sua companheira. É a última vez que irei sentir seu corpo juntinho do meu em uma daquelas noites chuvosas. É a última vez que você vai sentir o meu perfume nas suas coisas. 

Essa é a última vez em que vou acordar com aquela sua mensagem de bom dia no celular. É a última vez que vou desafiar o mundo inteiro pra poder te encontrar mais uma vez. É a última vez que você vai estar comigo e me implorar pra ir embora um pouco mais tarde. É a última vez que vou correndo pros seus braços na tentativa de me encontrar. É última vez que vou fazer de você o meu porto seguro. É a última que você vai saber de mim, como eu estou e porque estou indo embora. 

Sobre as mudanças (desabafo)

30 março 2017

Dessa vez, eu não tô desistindo, embora seja difícil falar sobre isso, encontrar as palavras certas não é uma tarefa fácil, mas logo de cara eu tô avisando que não tô abrindo mão.

Nesses últimos meses, eu finalmente pude ter a certeza de que não é ruim mudar de ideia, de pensamento, de ideologia. Não existe nada de errado em reformular o que você acredita ser certo e as conclusões que você tira a partir disso, porque os tempos mudam, as realidades mudam, e afinal, mudanças não são tão ruins assim, claro que não, mas às vezes não estamos preparados para recebê-las, e para isso, é necessário abandonar certas coisas, deixar outras para trás e seguir em frente com apenas algumas coisas na bagagem. 

Embora eu tenha uma infinidade de textos no rascunho, deixei para trás a vontade de terminá-los. Eu queria dizer que a culpa é a minha falta de tempo, a correria do dia a dia de uma pessoa que precisa revisar milhares de conteúdos para uma prova que só vai acontecer no final do ano, mas eu não posso colocar a culpa nesses fatos, porque assim como as coisas mudam, nós também mudamos. E eu mudei, e ainda estou nesse processo de mudança. 

Digamos que eu fui perdendo os meus velhos interesses, e comecei a dar valor a outras coisas. Todas aquelas coisas pelas quais eu era apaixonada (aqueles assuntos, sabe?) foram perdendo o seu significado, e de repente, elas não se tornaram mais necessárias. Infelizmente escrever sobre sentimentos, amores e romances, crônicas e textos, é algo que está, aos poucos, deixando de ser uma necessidade. Eu nunca vou abandonar a escrita, mas já não estou me identificando com as coisas que escrevo, não mais. 

Porque, por ORA, eu cansei disto. E a gente cansa de sempre ouvir as mesmas músicas, frequentar os mesmos lugares, ler sempre os mesmos assuntos, de sempre fazer a mesma coisa, mas a gente nunca cansa de um amor, e esse amor é a escrita, mas eu já cansei de todas as outras coisas que venho dizendo no blog. Nunca quis que isso acontecesse, mas aconteceu. 

No meio de todo esse caos que a vida é, no meio de toda essa realidade turbulenta que vivemos, eu tô dando um tempo pro blog e pra muitas outras coisas também. Sei que muita gente acompanha os textos que são postados, e sei que o número de acessos cresceu muito nos últimos meses, e tenho plena consciência do quanto as minhas palavras podem mudar a vida de alguém, mas algumas mudanças precisam acontecer, e eu não posso mais adiá-las. 

Eu juro que isso não é um adeus, é apenas um até breve. Mas nesse meio tempo, eu vou mudar todos os móveis de lugar, mudar o modo como costumo olhar as coisas ao meu redor, não inventar sentimento onde não tem. Maior do que o meu medo de mudanças, é a ideia de nunca mudar, afinal, conhecimento é progresso, e isso me permite enxergar as coisas de uma maneira diferente, que às vezes nem sempre vai ser bom, pode ser algo simplesmente triste. 

Quem sabe eu não passe por aqui como uma simples visitante, com hora certa de entrar e sair, só pra tomar um cafezinho e contar as novidades da semana, como aqueles amigos que se esbarram por aí de vez em quando. Isso só o tempo dirá. 

Espero que entendam.
Obrigado por sempre estarem comigo. 
Até breve. 

Eu quero voltar pra casa

16 março 2017

Eu quero me encontrar no silêncio da noite e não ter medo do que pode vir. Do que sempre vem. Os meus fantasmas sempre me atormentam, me aprisionam em pensamentos negativos e provam que aqui dentro já não existe mais tanta coragem. Eu fecho olhos e me encontro agarrada a lembranças ruins, revejo todos os cortes, todas as marcas que meu corpo carrega. Bebo mesmo sem querer uma dose de solidão e desespero a cada tentativa vã de sair dessa bolha. É algo que me puxa, me empurra, me embrulha e não quer soltar. É feito chiclete que gruda na sola do sapato e incomoda, tira a paciência, que quanto mais se tenta tirar mas pegajoso fica. 

Eu quero voltar pra casa, respirar aliviado por saber que não estou só. Quero voltar ao aconchego dos braços de quem tanto me ama, dos abraços que me seguram, me protegem e me acalentam a alma. Quero refazer o percurso que me trouxe até aqui e descobrir em que esquina eu dobrei errado. O caminho parecia certo, mas as minhas certezas sempre tão incertas me levaram ao local errado. Não era aqui que eu deveria estar. Perdi muito de mim pelo caminho, vi o vento levar as verdades que eu jurava conhecer e me assustei quando percebi que eram mentiras disfarçadas.

Uma xícara de café preto bem amargo, por favor. Estou precisando acordar. Já não aguento mais todo esse frio, todo esse vazio que me cerca. Quero voltar ao início e encontrar meu coração que tanto se alegrava com as pequenas coisas, que acreditava que tudo era possível. Aquele ser que dava a cara a tapa, e lutava e amava com todas as forças. Que não tinha medo, que se jogava em mares profundos mesmo sem saber nadar. Quero voltar algumas quadras e te reencontrar, me fazer morada naquele corpo tão saudável, de mente e espirito, físico. Eu quero voltar a minha casa, me agarrar as boas lembranças e recomeçar mais uma vez.

O trem está de partida e me chama, dessa vez não posso perder a viagem. Só mais uma tentativa de fazer valer a  pena essa vida. Estou voltando para onde eu jamais deveria ter saído. Da minha casa, do teu coração, do meu lar, da minha fortaleza. Estou indo em busca da criança feliz, que se esconde debaixo de toda essa confusão, que se faz ainda pequena diante desse mundo gigante. Da menina que ainda se assusta com as pedras no caminho, mas consegue sorrir entre um tropeço e outro. Eu quero voltar pra casa... eu estou voltando pra você.

- Victória Dantas
Me acompanha nas redes sociais:

Foi você que me deixou ir

13 março 2017

Se você tivesse me impedido, eu juro que teria ficado, mas tem uma hora que cansa, sabe? Pela milésima vez, eu ameacei ir, mesmo sabendo que eu deixaria um buraco enorme no lugar que você costumava ocupar aqui no peito. Não te vi lutando por mim, mas eu me vi abrindo mão de muitas outras coisas na minha vida só pra estar com você em qualquer dia da semana. 

Eu teria sentado pra conversar mais uma vez, tentado resolver as coisas como pessoas civilizadas, achado um motivo que me fizesse acreditar que dessa vez seria diferente. Mas você não me impediu. Lembro que você não disse nada. Cê achou que se eu fosse embora, as coisas seriam mais fáceis, mas aconteceu exatamente o contrário. Na hora você nem percebeu que talvez eu nem voltasse, você achou que me deixando partir, eu teria um motivo pra voltar, mas eu não tive, porque você não fez nada pra me convencer a dar outra chance. 

Eu saí por aquela porta com todas as malas na mão, fingi ser forte quando eu apenas queria desabar. Fui embora sabendo que você se arrependeria, mas eu não disse nada. Enquanto você estivesse em conflito, estivesse vivendo uma tremenda confusão dentro do peito, eu não sei se valeria a pena ficar, porque eu percebi naquele seu olhar um momento de fraqueza, um instante que te fez pensar na nossa história juntos. 

Tive medo de você ter se arrependido daquele nosso primeiro encontro, daquela vez em que você segurou a minha mão pela primeira vez, daquele nosso primeiro beijo, daquela primeira transa. Quase morri de medo de você ter se arrependido de tudo o que viveu do meu lado, dos erros que cometemos juntos, das falhas que tentamos mudar, de tudo que chegou a fazer parte de nós. 

Por isso um segundo, você deve ter achado que seria melhor se esquecer de tudo isso, porque quando cê me deixou ir, sem tentar contestar, gritar, fazer birra ou bater o pé, você perdeu pra sempre uma parte de mim que jurou ser sua, você me deixou ir tão facilmente que não adianta querer consertar o erro, porque cê fez a sua escolha: você me deixou ir. 

Duolingo: aprendendo inglês pelo aplicativo

10 março 2017

Instalei há alguns meses o Duolingo no celular após ouvir tantas pessoas recomendado o aplicativo, porém com muita frequência vejo as pessoas se perguntando se ele realmente é eficaz para aprender um novo idiota. Sabemos que existem pessoas que tem uma facilidade absurda de aprender inglês, enquanto para outras isso pode ser uma tortura (no meu caso, por exemplo), mas posso dizer com toda a certeza que o aplicativo realmente é útil, depois de toda a experiência que venho tendo, vejo os resultados que estou obtendo. 

Porém não é tão simples assim. Aprender um novo idioma exige muito treino, e para fixá-lo na mente é preciso se dedicar todos os dias para isso, e com o Duolingo isso é mais que possível. O aplicativo funciona em formato de jogo, e à medida em que você vai treinando, os níveis seguintes vão sendo desbloqueados, lembrando que primeiro aprendemos o básico e depois vamos progredindo. 

O aprendizado é dividido em "bloquinhos de assuntos", como por exemplo, animais, comida, conjunções, etc, e você sempre pode voltar aos assuntos anteriores para reforçar o que já foi aprendido e também para não correr o risco de esquecer. Mas não se engane ao depositar todas as fichas em um só lugar, o Duolingo não vai te fazer ficar fluente, mas vai te dar uma boa base para se aprofundar, afinal, existem milhares de jeitos de aprender inglês. Acredito que o importante é buscar outros métodos eficazes, estudar através de meios diferentes, como por exemplo, a partir da música, ou assistindo seriados em inglês, legendados, etc. 

Até mesmo pelo YouTube, através de vídeo-aulas ou dicas de canais que auxiliem no aprendizado do idioma, porém cabe apenas a nós irmos atrás dessa tipo de conteúdo. Super indico o Duolingo para todas as pessoas que tem dificuldade de aprender inglês o qualquer outro idioma, pois é uma maneira divertida e descontraída de estudar sem ser cansativo ou exaustivo, e também indico para quem quer testar o seu nível de inglês ou apenas reforçar o que já foi aprendido anteriormente. Vale muito a pena dedicar alguns minutos do seu dia para o aplicativo, tenho certeza que você pode se surpreender com o resultado. 

Olha ela indo embora, cara

08 março 2017

Você deveria ter lutado mais, só que agora não adianta chorar pelo leite derramado. Eu sei que lá no fundo cê deve tá sentindo o coração menor, batendo num ritmo que desconhece só porque agora o pedaço que ela costumava ocupar é apenas um grande vazio aí no seu peito. Ninguém tá te culpando, mas é a regra: quando você perde a oportunidade de valorizar alguém que é importante na sua vida, sempre vai existir alguém disposto a valorizar essa chance por você. 

Você já pode ir se despedindo de todos os momentos que passaram juntos. Não vai adiantar mandar mensagem de madrugada falando que sente falta, ou que a cama vai ficar grande demais quando ela não estiver mais do seu lado, porque você deu todos os motivos pra ela ir embora, e foram tantas as razões pra ela  se cansar das suas desculpas e da sua falta de tempo que ela preferiu seguir com a sua vida sozinha do que continuar escolhendo você pra ser o seu companheiro dela. 

Olha a idiotice que você fez, cara. Onde já se viu brincar com uma garota que não pensou duas vezes antes de se apaixonar por esse sorriso de canto e esse olhar que penetra na alma? Nem se você vivesse mais mil anos teria outra chance de encontrar uma garota como ela. 

Mas agora é tarde, porque amanhã ela não vai voltar correndo pra te ver, não vai ter aquela mensagem de boa noite que ela nunca esquecia de mandar, nem aquele bom dia que era mais um aviso de que você era o primeiro pensamento que vinha a mente assim que ela acordava. Não vai ter mais nada dela, apenas a saudade que ela vai deixar, o perfume que você não vai mais vai sentir, a boca que você nunca mais vai poder beijar, e o abraço que vai estar distante demais pra sentir outra vez, aquele abraço era o seu porto-seguro e você nem sabia, nem fazia ideia que você gostava tanto de quando ela se concentrava pra ouvir as suas reclamações do chefe que pegava no seu pé, ou do professor que vivia passando trabalho pra fazer no fim de semana, poderia ser a coisa mais boba, mas ela parava qualquer coisa que estivesse fazendo só pra te ouvir. 

Ela te aceitou com todas as suas falhas e fraquezas, mas ela não suportou ser a sua segunda-opção enquanto você optava por ter o mundo todo na palma da sua mão ao invés de dar uma chance de verdade pra darem certo. Você a fez ir embora quando cada célula do corpo dela queria ficar. Parabéns cara, agora só resta olhar ela finalmente desistindo de você. 

5 coisas importantes que aprendi nesses últimos anos (e sobre meu aniversário)

07 março 2017

Me lembro como se fosse ontem daquela garotinha inocente e insegura entrando no ensino médio, e nem parece que foi há um ano que me formei. Também não acredito em como esses últimos anos passaram voando, de um jeito que nem dá pra falar. Com todos os seus altos e baixos, a vida me ensinou inúmeras lições que até hoje tento levar comigo, mas é difícil pensar em todas as coisas boas quando aqueles momentos inesperadamente ruins aparecem. 

Finalmente 19 anos. Apenas tenho a agradecer por tudo o que vivi, desde aqueles instantes que parecia que o mundo estava desabando, mas que era apenas um daqueles meus dramas que ninguém além de mim entendia. Tenho que ser grata também por tudo o que conquistei, mesmo que às vezes eu esqueça de todos os esforços que fiz, dizer um grande obrigado pela garota que eu me tornei, mesmo que de vez em quando eu esqueça das qualidades e valores que eu tenho. 

Se tornar adulto, e receber uma mala cheia de responsabilidades, contas, dívidas e qualquer outra coisa que tire a gente do sério, não é fácil. Mas sempre existe o lado bom de tudo, até mesmo naqueles instantes em temos a sensação de não haver luz alguma no fim do túnel, mas se lidarmos com a vida da maneira certa, acabamos nos tornando essa luz. 


Cada coisa tem o seu tempo 

A maioria das pessoas sofrem de um mal chamado ansiedade e/ou imediatismo, mas o que adianta morrer de antecipação por algo que ainda está longe? Cada coisa em nossa vida acontece em seu devido tempo, no momento certo e quando você estiver preparado, mas ainda assim é difícil repetir a si mesmo que talvez não aconteça quando você quiser, e sim na hora certa. Não adianta antecipar o que tem data certa pra acontecer porque só você não tem paciência, ou porque é imediatista.

Pensar positivo é sempre melhor

Quantas vezes tivemos que reprimir aquele pensamento negativo que surgiu depois de uma notícia ruim ou quando você foi pego desprevenido por alguns dos seus planos que deram errado? Eu já perdi a conta de quantas vezes me obriguei a pensar de uma maneira diferente antes de atrair aqueles pensamentos ruins e negativos, que apenas te deixam pra baixo, e te arrastam para um sentimento de falta de esperança. Ver o lado bom da vida sempre vai te encher de belos motivos para continuar. 

Procrastinar não vale a pena

Precisei de anos para finalmente entender que deixar as coisas para depois vai te causar alguma dor de cabeça no futuro, ou algum arrependimento posterior, porque é aí que percebemos que a vida passou rápido demais e você fica com a sensação de que deveria ter feito mais, que poderia ter aproveitado melhor e ter investido em projetos que trariam ótimos resultados. Uma hora a gente aprende a sair dessa zona antes que ela vire apenas conforto. 

Ler realmente é importante

Livros são essências para qualquer entendimento, e quando temos contato com alguma obra literária, seja de qualquer gênero, autor ou tamanho, a leitura é capaz de moldar a nossa personalidade, de transmitir uma mensagem, e de aumentar o nosso conhecimento, além de contribuir para a nossa criatividade e facilidade com a leitura. Ler abriu o meu olhar para o mundo, e a minha visão crítica para as coisas que acontecem na sociedade e na vida das pessoas, porque os livros me ajudaram a entender grande parte de tudo o que vivemos. 

Amar o que for essencial

Tanta gente se prende a bens materiais, a sua conta da poupança, e a tudo o que o dinheiro é capaz de comprar, mas será que super valorizar isso realmente é sinônimo de felicidade e prazer? Talvez não seja, já que o dinheiro não é capaz de comprar o que é essencial de verdade, como por exemplo, um abraço sincero de alguém que você ama, uma companhia que te faça se sentir feliz, uma declaração de amor verdadeiro; aprendi que precisamos amar as coisas simples que a vida nos dá de graça, os detalhes que mudam a nossa semana que nenhum valor material é capaz fazer. 

Te amar não foi certo

03 março 2017

Eu já não consigo definir o que é certo ou errado. Quando cê apareceu, a minha vida mudou de cabeça pra baixo, parece que deu aquele giro de 365° graus, sabe? Eu não sei onde estava com a cabeça quando insisti em te dar aquela chance, passei por cima de toda a minha família, ignorei o conselho das amigas que viviam dizendo que você era problema e que eu merecia alguém melhor, é claro que na época eu não ouvi nada disso, porque tudo entrou por um ouvido e saiu pelo outro. 

Mas a verdade era que você nunca me quis na sua vida de verdade; eu era mais um daqueles jogos que você joga até se enjoar, até perder a graça e ir atrás de outro enquanto eu dava importância demais pra todo esse sentimento, e tudo pra quê, se no final eu acabei saindo de toda essa nossa história com um pedaço da minha vida faltando. 

Depois de você, eu tive que organizar cada bagunça que você me causou, fui obrigada a reviver uma desilusão tão grande que eu perdi a fé nas pessoas, achei que qualquer um que viesse demais de você, acabaria fazendo o mesmo, cometendo as mesmas falhas, e me magoando da mesma maneira, quem sabe até em dobro. 

Meu erro foi ter lutado por nós quando o mundo inteiro estava contra, e no final eu acabei percebendo que eram as pessoas que estavam certas: a gente não daria certo juntos. Me arrependi dos sacrifícios que tive que fazer quando eu só deveria ter tentando fazer as coisas por mim ao invés de gastar as minhas forças com alguém que nunca se importou. 

Não fui eu a mulher que te fez ser diferente, e acho que nenhuma outra vai conseguir, afinal, é você nunca quis mudar o seu jeito, jamais pensou nas consequências que os seus erros trariam pra sua vida e pra minha, levou tudo na brincadeira como um jogo. Não tem como voltar atrás, não tem como apagar o passado e fingir que você nunca existiu, porque eu sempre vou ter a certeza de que te amar não foi certo, e jamais vai ser. 

Que eu me refaça

01 março 2017

Tá doendo tanto aqui dentro que muitas vezes tenho a sensação de estar morrendo aos pouquinhos. E talvez eu esteja, sempre ouvi falar que morrer de amor é renascer para um novo amor; que seja isso então. Que eu morra assim, que meu coração sofra o que tiver que sofrer, que eu chore o quanto for preciso, que eu remende os curativos pelo tempo que for, mais que eu reviva, dessa vez, pronta pra me jogar num oceano de reciprocidade. E que eu me afogue, suma por uns tempos, viva de verdade, aprenda a dar valor a quem de fato merece, que eu cure os joelhos, a alma e o coração. Que eu me refaça, mas tudo isso por mim e não por você. 

Que eu reaprenda a sorrir, a confiar mas em mim que nas opiniões alheias. Que eu desfaça todos os nós com as pessoas que já não me fazem bem. Que eu não tenha vergonha de assumir que chorei, esperneei, bati o pé por algo que no fundo eu sabia que não valia a pena. Que eu entenda que às vezes a gente precisa deixar desabar pra poder se reconstruir. Que eu aprenda a largar mão de coisas e pessoas que pesam a minha vida. Que eu amadureça, cresça e tome vergonha na cara para não cometer os mesmos erros, mas se ocorrer de errar novamente que pelo menos eu esteja preparada para as consequências. 

Que o meu coração pare de viver por você e volte a ser só meu e eu, volte a ser quem eu era antes de te conhecer. Que a tua presença se torne lembrança, sem mágoas, ódio ou rancor. Que as minhas mãos possam dedilhar outros mundos e que meu corpo se aconchegue em outros abraços. Que eu olhe para trás com um sorriso no rosto, sem fingimentos, com a certeza de que algo no meio de toda essa bagunça foi bom. Que eu esteja aberta a novas aventuras, amores e sonhos. Que eu mude de opinião o quanto for necessário e acima de tudo que eu seja feliz sendo a pessoa que sou, alguém que não precisa fingir, a pessoa que sempre morou dentro de mim. 


- Victória Dantas
Me acompanha nas redes sociais:

Últimos filmes assistidos #01

26 fevereiro 2017
Nada melhor do que aproveitar o tempo livre descobrir novos filmes para assistir. Eu sou aquele tipo de pessoa que vive fazendo listas com todos os títulos que me interessam para depois vê-los, mas que sempre vou acrescentando novas sugestões de filmes à medida em que vão me interessando. Dessa vez, fiz uma listinha com os últimos filmes que assisti, tanto na Netflix quanto no Cinemark, espero que vocês gostem das sugestões e que aproveitem o Carnaval de maneira consciente. 


Último filme da franquia, porém um dos mais aguardados pelos fãs, e não é à toa que sua estreia tenha sido um sucesso - na minha visão, é claro - apesar de todas as opiniões contraditórias, principalmente por aqueles que criticam o fato da história se distanciar bastante da história original representado nos jogos. Nesse último filme é contado o final da trajetória de Alice em busca de qualquer resquício de salvação que pudesse acabar com o vírus que se espalhou pelo mundo e dar uma nova chance para a humanidade.

A heroína precisa chegar o mais rápido possível ao local onde tudo começou antes que seja tarde demais e não haja mais possibilidade de salvação para o restante dos sobreviventes. Alice conta com a ajuda de uma antiga aliada, Claire Redfield, que não hesita em ajudá-la a chegar ao seu objetivo final. A produção conta com cenas de ação, sustos inesperados, e com um ambientação que mostra um planeta totalmente destruído e com milhares de zumbis invadindo cada canto do cenário.


Mad Max revela um mundo totalmente desolado, com enormes desertos e tempestades de areias, onde as principais riquezas que alguém pode possuir são água e combustível. Cidadela é uma área desértica comandada por Immortan Joe sob um regime totalmente injusto e autoritário, sendo ele capaz de aniquilar cruelmente qualquer obstáculo que o faça se sentir ameaçado, sem se importar com os sacrifícios que precisará fazer. A parte mais chocante do filme é o modo como as mulheres são tratadas por ele: como verdadeiros objetivos que apenas são utilizados para um fim, e um deles é usá-las para manter o consumo de leite, sendo totalmente bárbaro e cruel tratá-las como meras mercadorias e escravas de Immortan. Cansada de tanta injustiça, e indo em busca de liberdade e um lugar seguro, Furiosa resolve se rebelar contra a ordem imposta e parte em uma missão fugitiva com as mulheres que são mantidas como "propriedades" de Immortan.

É nessa fuga que Furiosa se depara com Max, que também havia escapado de ser utilizado como Bolsa de Sangue pelos "súditos" do vilão. E apesar da relutância de Furiosa em permitir que Max a acompanhe nessa longa estrada, ambos acabam se unindo para lutar contra o inimigo maior: Immortan. Furiosa é uma mulher corajosa, que luta independentemente do que possar acontecer, e em nenhum momento pensou em se render diante de tanta perseguição. Apesar do grande sucesso, o filme rendeu diversas opiniões sobre o discurso feminista apresentado da obra, e de um lado, estavam os homens usando o argumento de que essa visão de feminismo é uma ameaça para a masculinidades deles. Eu faço a mesma pergunta que uma outra blogueira fez: quem é que se sente ameaçado por ver tantas mulheres fortes lutando por sua liberdade? Será que a masculinidade dos homens é tão frágil a esse ponto? Fica o questionamento. 


E novamente a história me surpreendeu, bem mais do que o primeiro filme. Acredito que todos já tenham tido um primeiro contato com a produção ou com algum dos livros da trilogia, ou até mesmo seja familiarizado com a história de Anastasia Steele, que até então era uma jovem inocente que nunca pensou em se envolver emocionalmente com alguém até conhecer Christian Grey, um homem reservado, bilionário e inteiramente lindo, e sexy. 

50 tons mais escuros mostra como é a reconciliação de ambos após o rompimento por parte de Anastasia no primeiro filme devido a personalidade peculiar e os gostos excêntricos em relação ao sexo, algo que acabou se tornando uma novidade na vida de Ana, e um grande desafio também. Ela está disposta a tentar novamente, por isso dá uma segunda chance para Christian, que também se vê disposto a mudar o seu jeito, e o maior obstáculo para Ana é fazê-lo se abrir sobre o seu passado traumático e tudo o que ele precisou enfrentar para ser o homem que acabou se tornando, porém o amor pela jovem acaba se tornando mais forte que qualquer outra coisa que possa afastá-lo, até mesmo o seu passado. 


Sem Limites gira em torno de uma questão: o que os seres humanos seriam capazes de fazer se conseguissem usar 100% do cérebro? E ao longo do filme, encontramos uma resposta para esse questionamento através da história de Eddie Morra, um escritor que acaba passando por um bloqueio mental (falta de criatividade) ao começar a escrever o seu livro para entregá-lo no prazo, além disso, ele precisa enfrentar o término do seu relacionamento com Lindy. 

 Eddie se sente um total fracassado, porém apenas até se deparar com o irmão de de sua ex-mulher, que lhe oferece um novo tipo de droga. Apesar da relutância, no final ele aceita a amostra da droga chamada NZT, e tendo em mente que sua vida não poderia ficar pior, Eddie ingere a nova substância, e instantaneamente, os efeitos começam a surgir de imediato, sua concentração aumenta, ele consegue enxergar o mundo com uma visão diferente, com uma inteligência que passa da normalidade, ou seja, Eddie acessou os 100% da capacidade do seu cérebro, tendo todos os seus sentidos totalmente aguçados. 

Agora com todo esse poder alcançado, Eddie finalmente é capaz de trazer um rumo a sua vida, porém o que ele não sabia é que a droga trás alguns efeitos colaterais se o seu uso for interrompido, ou a sua ausência leva a morte ou causa danos reversíveis ao cérebro. Agora Eddie se vê diante de um problema ao perceber que seu estoque de NZT não durará para sempre, e que precisa encontrar uma alternativa para evitar sofrer as consequências da droga. 

Como se fosse a primeira vez (filme)

22 fevereiro 2017

Eu nunca havia ouvido falar desse filme, mas tenho que confessar que assisti-lo foi uma das melhores experiências que tive recentemente, sem contar com todas as lágrimas que surgiram enquanto esperava ansiosamente descobrir qual final os protagonistas teriam que enfrentar para fazerem dar certo uma história de amor um tanto surpreendente. 

Como se fosse a primeira vez é um romance capaz de causar uma grande aflição no coração de qualquer um; o filme começa contando um pouco sobre a vida de Henry (Adam Sandler), um veterinário marinho que cuida de animais em um parque aquático da cidade e que nutre um grande amor a sua profissão, tanto que sonha em conhecer o habitat natural das morsas. Henry tem uma personalidade conquistadora, e por morar em uma cidade turística - Havaí - aproveita para se relacionar com diversas mulheres sem nenhum tipo de compromisso. 

Até conhecer Lucy, que imediatamente chama a sua atenção em uma de suas idas até a cafeteria, porém desconhecendo totalmente os problemas de saúde que afligem a moça, ele tenta se aproximar e acaba rolando algo entre eles, pois ela mesmo combina de vê-lo no dia seguinte. No entanto, Lucy é portadora da Síndrome de Goldfinger desde um acidente que afetou a região do seu cérebro responsável pelo armazenamento de novos fatos e acontecimentos, e devido a sua isso, todas as informações que ela absorve no período de 24 horas são apagadas durante o sono, e no dia seguinte retorna ao dia do acidente sem se lembrar nos últimos eventos. 

Diante de tal descoberta, Henry se sente confuso em relação aos seus próprios sentimentos. Depois de suas tentativas de conquistar Lucy todos os dias, ele se vê em um beco sem saída, porém Henry tenta lutar com todos os comentários negativos sobre o diagnóstico da garota que ama, indo em busca de algo que permita que os dois tenham uma vida tranquila juntos, lidando com a trágica perda de memória de Lucy. 

É uma história realmente muito triste, e em alguns momentos, é impossível não se sentir abalado pela maneira como a vida de Lucy parece ser uma mentira ensaiada, mesmo recebendo o apoio da família e todos os cuidados necessários para que ela não descubra sobre a sua síndrome. O filme mostra o quanto o amor é capaz de ultrapassar barreiras, é extremamente difícil lidar com uma síndrome tão peculiar como essa, porém também é difícil lidar com qualquer outra coisa que faça um relacionamento não ir para a frente, mas a história de Lucy e Henry mostra que independentemente de tudo o que aconteça, enquanto existir amor, sempre vai haver uma razão para acreditar na esperança e em um final diferente daquele que parece óbvio. 

Ela é feito chuva

20 fevereiro 2017

De vez em quando ela engole algumas lágrimas só pra manter o semblante de garota forte, daquelas que encaram qualquer tipo de problema sem abaixar a cabeça, mas é apenas nos lugares que ninguém mais consegue vê-la que ela se permite desabar até não sobrar nenhum resquício daquilo que fazia o seu coração um pouco mais pesado. 

Ela é garoa fraca, mas que molha como um temporal. Também sabe ser tempestade, principalmente quando ameaça perder o controle, porque ela tem essa mania de querer saber tudo, se amanhã vai precisar levar um guarda-chuva ou se pode deixar o casado em casa porque vai fazer um calor insuportável lá pela tarde. Na vida, ela gosta de ter certezas, então não vai adiantar vir com meia atitude, com meia palavra ou com meio sentimento, porque ela é inteira demais pra viver por metades. Mas de vez em quando, ela tem lá as suas próprias confusões que apenas ela é capaz de entender, mas há quem tente desvendar tanto mistério em uma só pessoa.

Não tenha medo de começar de novo

17 fevereiro 2017

Isso mesmo. Se não deu certo, faça novamente. Recomece quantas vezes for preciso. Invista seu tempo em algo que dessa vez vá valer a pena, não importa que tenha dado errado uma vez, ou que na segunda vez o planejado não tenha saído do jeito que foi escrito no papel, e tudo bem aprender com os erros e quebrar a cara na primeira tentativa. Não são as oportunidades que vem atrás da gente, somos nós que precisamos ir em busca de cada uma delas, porque sempre vai ter uma chance de começar de novo, de refazer os velhos hábitos e descobrir onde é que se está errando, ou se aquela tecla que você tanto bate é mesmo a certa.

Enquanto existir vida, vai haver um jeito de arrumar a bagunça, de colocar todas as coisas no lugar certo, de juntar todas as peças que faltam, porque a vida é feita de tentativas, de erros e de acertos, a gente nunca sabe como vai ser o final, é por isso que precisamos arriscar dia após dia, noite após noite, sem se cansar. E essa é a parte mais difícil: não se cansar; é você que escolhe se o tempo vai servir pra te deixar esgotado ou pra alimentar os seus sonhos, porque frequentemente temos o poder de escolher como reagir depois de uma notícia ruim ou quando você percebe que vai ter que adiar aquela viagem tão planejada porque um imprevisto surgiu.

Mas é aí que a maioria das pessoas desistem, e eu sei disso porque eu já perdi a conta de quantas vezes isso me passou pela cabeça, mas eu nunca me permiti isso, porque eu nunca me vi abrindo mão dos objetivos que precisavam ser adiados, nem deixando de lado os planos que não poderiam ser realizados nesse semestre. Não é porque deu errado mais uma vez, que sempre vai ser assim, uma hora dá certo, mas só se você estiver disposto a começar de novo, a refazer todos os seus passos em um caminho diferente, porque existem tantas possibilidades ainda. 

É muito fácil querer, todo mundo quer, não é mesmo? Mas quando as coisas complicam, e o circo pega fogo, eu quero ver quem é que fica, porque é fácil querer quando o mar ainda está calmo e não corre o risco do barco afundar, mas quando vem aquele tempestade, é aí que vemos quem quer de verdade, porque é fácil falar, mas o difícil mesmo é fazer, e principalmente quando o fazer é começar de novo. 

Você foi embora, mas continua em mim

16 fevereiro 2017

Meu dia nem começou e já parece que tudo está saindo do controle. É a segunda vez que acordo atrasado essa semana, e olha que hoje ainda é quarta-feira. Não faço a menor ideia do que esperar dos próximos dias, porque eu ainda não aprendi a lidar com a falta que você está fazendo, esse buraco que a sua ausência tem deixado está me consumindo. Não importa se logo pela manhã o dia já promete ser ensolarado ou se vai cair uma tempestade quando for o horário de sair do emprego, eu sinto que frequentemente as coisas perderam a cor desde que você foi embora. Parece que você roubou a cor de tudo o que costumava ser colorido, mas na verdade foi você que trouxe tantas mudanças pra minha vida, você que me fez enxergar as coisas de uma maneira totalmente nova, e agora você está longe demais pra eu poder compartilhar cada mínimo detalhe que pudesse se tornar incrível para nós dois. 

Eu ainda tenho medo de esbarrar com você por aí, quem sabe na fila do banco, ou em alguma estação do metrô caótica de São Paulo, fico me perguntando se por algum motivo você vai vir em minha direção e me cumprimentar com um beijo no rosto como costumava fazer, mas agora cada um de nós foi pro seu canto, você preferiu seguir a sua vida sem estar preso a ninguém, enquanto eu fico preso na minha bat-caverna com um pote de pipoca de micro-ondas e assistindo algum filme romântico na Netflix só para lembrar dos melhores momentos que tivemos juntos, momentos que agora parecem distantes da mesma maneira que o Oceano Índico está de mim agora. 

Toda vez em que o telefone toca, eu ainda tenho esperança de que vai ser o seu nome que vai aparecer na tela, porque eu ainda não tive coragem o suficiente para deletar o seu número dos meus contatos, e ainda mais da lista de favoritos. Quando recebo aquela notificação de alguma rede social, meu coração ainda tem a mania de perder o ritmo, de bater em uma frequência que apenas entrega o quanto eu quero que seja uma foto sua na praia, na faculdade, ou em qualquer canto do mundo, e quando realmente é, eu já tenho que engolir as lágrimas, porque doí demais saber que eu não sou mais um dos motivos de você ser feliz, não sou mais aquele que vai te fazer rir, nem vou continuar sendo a razão de alguma das suas risadas gostosas, porque você está aí, e estou bem aqui, e isso me machuca em uma intensidade que faz tudo perder a graça.