Hoje acordei com vontade de ser independente

16 outubro 2016

A vontade de não pertencer a mais ninguém além de mim mesma bateu forte quando acordei. A janela do quarto entreaberta permitia uma fresta de luz entrar, ao contrário daquelas armaduras que tanto protegiam meu coração contra um alguém que ainda nem existia. Juro que eu teria permitido alguém de entrar forçadamente no peito quando houvesse uma chance, mas uma parte de mim era teimosa demais para permitir que uma invasão dessas acontecesse. 

Me certifiquei de colocar algumas grades como proteção, uns arames farpados e alguns sinalizadores de perigo quando alguém ameaçasse entrar. Não foi por mal que fiz tanto drama quando mais um desconhecido fez o possível para me invadir a calma e tranquilidade, mas hoje acordei com vontade de não depender de nenhum desses medos bobos, que me arrancam muito. 

Quero me bastar e ser o suficiente para mim, fingir que todo o excesso de carinho e atenção que necessito não passa de um um vício feito de coisas toxicas; respirar ar puro, vento que sofra nas primeiras horas do dia, que trazem aquela brisa de quem só precisa deitar na cama e deixar o resto se resolver, leveza de quem não depende de preocupações para estar bem. 

Ainda vou achar um jeito de esquecer os caras que já passaram por aqui, que já invadiram grande parte desse território proibido, esse mar tão profundo que parece não existir fim. Ainda quero um cinema no fim de tarde ou em um desses domingos sem chuva, mesmo que o namorado esteja ausente ou o melhor amigo não possa ir, caminhar no parque durante minutos e insistir na ideia de que tomar sorvete sozinha não é tão ruim assim, permitir que alguns sorrisos me invadam a alma por causa dos motivos mais simples, por conta da natureza meio intenso que habita em mim. 

Hoje acordei e senti que eu não era mais a velha garota de tempos atrás, e que nem precisava ter aquele status de relacionamento sério nas redes sociais para me sentir satisfeita, para estar completa com aquilo de melhor que eu tinha a oferecer. Essa manhã ignorei a rotina e nem postei aquela foto depois do banho para afirmar o quanto eu era a garota feliz que insistia em mostrar isso a todos, não precisei provar absolutamente nada com as curtidas e seguidores que tanto esperava receber. 

Por um segundo, eu me bastei.

0 comentários:

Postar um comentário