A sua pequena cresceu

30 outubro 2016

Agora eu não serei mais aquela que te espera no ponto de ônibus para irmos juntos a faculdade como dois universitários que se amam. Eu não vou mais mandar aquela mensagem só para desejar que você tenha uma boa noite e sonhe com a gente indo na nossa primeira viagem juntos, agora vou esquecer o seu número dos contatos e te bloquear em todas as minhas redes sociais só para não ver o comentário de todas as garotas que você já pegou, porque eu não pretendo ser mais uma na sua listinha particular. 

Não vou mais insistir em jogar vídeo-game em um dia chuvoso e sem graça só mais cinco minutos antes de dividirmos o mesmo quarto durante apenas uma noite, como se fôssemos um casal que jurou amor eterno. Vou esquecer das vezes que você fez pipoca pra mim durante a maratona do meu filme favorito, vou fingir que você nunca soube quais eram os meus hobby's preferidos. 

Agora eu não consigo entender o que tanto vi em você que me fez esquecer do resto do mundo, mas aprendi que nunca mais vou querer abrir espaço pra você habitar em mim, nem mesmo pra cultivar promessas mal feitas por alguém que nunca se propôs a cumpri-las. Sabe aquela vez que te surpreendi com meu jeito meio desastrado de fazer brigadeiro de panela porque você parece uma formiga atraído por doce? Esquece todas essas vezes, porque agora elas não significam mais nada pra alguém como você. 

Jurei que tentaria criar um motivo novo para te fazer sorrir pela manhã, mas agora isso não me interessa mais. Não vou mais criar expectativas para o futuro, não vou mais me debruçar sobre possibilidades que não prendem minha atenção, não vou mais me agarrar em chances que sempre são esgotadas por erros que você insiste em cometer. Quer sabe, nem vou mais esquentar minha cabeça com seu jeito teimoso; quer saber, quando sair por aquela porta, vou me certificar de que você nunca volte, nem mesmo carregando um buquê de flores pronto pra comemorar meu aniversário. 

Vou recusar todos os seus convites, porque não quero despertar a sensação de quando você beija o meu pescoço e todas as partes de mim como se soubesse o atalho mais rápido para o meu coração, você sempre acha a saída desse labirinto que existe aqui dentro, mas agora eu sou mais complexa do que qualquer equação de matemática, e nem você com sua faculdade de engenharia vai conseguir decifrar esse segredo que vive aqui no peito. 

Vou fazer esse intervalo de tempo entre a gente ser muito longo para nunca mais precisar te ver novamente por aí. Vou fazer as horas que passamos juntos sumirem como por mágica, fazer os lugares pelos quais passamos se tornarem desconhecidos, fazer os seus beijos e abraços se evaporarem como uma válvula de escape pra nunca mais sentir o que você me fez sentir, porque depois que você estraga algo muito frágil, é difícil voltar a sua forma original, e o nosso sentimento só foi protegido por um de nós, e foi você quem estragou tudo outra vez. 

2 comentários:

  1. Parabéns pelo blog, vim por um comentário no meu e amei, já está nos meus favoritos! <3
    www.tryciacosta.com.br

    ResponderExcluir
  2. Try, fico muito feliz que você tenha gostado do blog, significa muito para mim, e isso é inspirador para continuar esse lindo trabalho que tento fazer por aqui, obrigado. E eu também amei o seu blog, ele é perfeito demais. Beijos.

    ResponderExcluir