A resiliência como escudo

07 julho 2016


O medo é um sentimento tão simples de ser definido e ao mesmo tempo tão complexo de ser sentido, é aquela pontada de incerteza batendo contra os seus batimentos, é aquele breve e silencioso tremor percorrendo seu corpo, é como uma paralisação instantânea que dura pouco mais de segundos. 

Boa parte da nossa vida é marcada por uma série de acontecimentos e experiências, que semelhante a um livro, podem querer contar uma história positiva, como também diversos pontos ruins e árduos, porém cada alma é narrada, ao longa de uma vida inteira, de acordo com essa realidade. 

Somos seres humanos mortais, sem poderes sobrenaturais ou dons extraordinários como os heróis de filmes que assistimos no Netflix ou na Sessão da Tarde, porém essa condição não nos fazem mais fracos ou menos fortes. 

Aprendemos e evoluímos, ou regredimos e estagnamos em consequência da maneira como somos capazes de nos adaptarmos aos obstáculos, problemas e desafios; o que realmente vale não é o tamanho deles, mas a forma como o seu psicológico atua para enfrentá-los. 

Ninguém é igual a ninguém, conhece essa frase? Pois é, nossa mente é um universo único, um pedaço de algo que apenas nós conhecemos bem o suficiente para entendermos, e os outros, só tentam entendê-lo. 

Nossa mente é treinada para suportar basicamente tudo que pode surgir na curva do próximo caminho, porém alguns fatores, como por exemplo, as experiências vividas na infância, sua predisposição genética ou o seu nível de Ocitocina (hormônio anti-estresse), são essências para definir por que as pessoas agem de maneira tão diferente diante de um mesmo problema. 

Confiança, positivismo, inclusive o controle das próprias emoções, podem ser alcançados através de processos dinâmicos que buscam o auto-conhecimento, auto-avaliação, e o questionamento do quanto uma simples atitude pode ser capaz de mudar o restante do seu dia, da sua semana, ou o ruim de sua vida. 

Ser resiliente é muito mais do que ser flexível para remar contra a maré, ou enfrentar uma tempestade no qual todos fogem, é enxergar, em cada desafio, um degrau; um degrau que te faça alcançar a vitória sobre si mesmo, que te transforme em um exemplo de superação a ser seguido, porque em cada desafio, existe uma oportunidade esperando apenas que você a veja. 

0 comentários:

Postar um comentário