Histórias devem ser mudadas por quem as escrevem

08 dezembro 2015

Eu senti como se estivesse terminando um livro, e que rapidamente, quando menos esperarmos, ele estará fechado, e apenas algumas pessoas poderão lê-lo outra vez. Mas ainda existem páginas em branco, folhas que ainda não foram riscadas, linhas que não foram preenchidas, parágrafos que podem definir o rumo da história antes do ponto final.

Tivemos diversas oportunidades de encontrarmos personagens incríveis no meio das tortuosas curvas, e cada capítulo teve também seus próprios vilões, e suas dolorosas perdas e seus inesquecíveis instantes, mas ultrapassar cada fase sem se machucar é impossível. 

Se no caminho duvidamos, é porque nos sentimos perdidos durante um breve pensamento, e quando estamos afastados do trajeto que devemos cumprir em cada segundo de vida. se torna fácil reclamar, se torna fácil esquecer os propósitos, se torna fácil não recuperar sua verdadeira essência, e se torna fácil nunca mais achar o caminho para casa. 

Mas as histórias podem - e devem - ser mudadas por aqueles que as escrevem, e cada um de nós, cada alma que perambula pela grande biblioteca da humanidade, é um pequeno escritor, e não importa se é um iniciante, ou se é alguém maduro o suficiente para continuar, somos escritores, e ponto final. E nada pode nos deter, pois através de atitudes, ações e pensamentos, mudamos a nossa história, mas em meio a batalha, a guerra, e ao caos, as pessoas esquecem que são donas das mentes mais criativas, e das certezas mais imutáveis que regem o mundo, dá fé mais inabalável, e do amor mais inesgotável.  
E em cada capítulo da sua vida, que equivale a cada dia, você pode acordar todos os dias de manhã, olhar para si mesmo com outros olhos, e pensar que tudo será diferente se você fizer a diferença em cada instante, e prometer a uma parte de si, que tentará ser 1% a mais do que você foi ontem. 

0 comentários:

Postar um comentário