Aceita uma xícara de coragem?

06 dezembro 2015

E na última vez em que estivemos juntos, eu senti sua dor; e apesar de não ter perguntado em qual fase sua vida estava, ou qual momento que você estava suportando, eu quis continuar ao seu lado, e era a escolha mais sincera e leal que já fiz. 

Quando seu mundo desabar, quando seu céu escurecer, quando sua dor ultrapassar o limite de sua coragem, quando o medo te sufocar, e quando seu coração parar, eu continuarei com você. 

Nunca o deixarei sozinho, pois eu serei seu alicerce, o ensinarei a lidar com seu lado sombra e a fazer brilhar seu lado luz, estaremos juntos e o ensinarei a suportar os piores momentos, os piores sofrimentos, e as piores perdas, serei o seu fôlego quando não houver mais perigo, quando caminharmos juntos, irei apagar seu medo, e quando seu coração parar, estarei disposta a dividir o meu com você.

Quando não houver salvação para seus erros, serei a primeira a criar uma lista com ótimos motivos para você voltar a acreditar em si mesmo, porque uma parte de mim nunca será capaz de quebrar a confiança que tenho por ti. Irei fazer da sua fraqueza, o maior obstáculo a ser enfrentado, e sua covardia será um pulo em direção a um horizonte que ainda não compreende; tocarei os seus dedos com a única intenção de nunca mais soltá-los, não enquanto eu chamá-lo de meu.

0 comentários:

Postar um comentário